Home / Papai / Comportamento / Empresa de São Paulo concede licença paternidade de 30 dias

Empresa de São Paulo concede licença paternidade de 30 dias

Foto: Valeer Vandenbosch
Foto: Valeer Vandenbosch

O escritório de advocacia Souza, Schneider, Pugliese e Sztokfisz (SSPS), que possui sede em Brasília e em São Paulo, estendeu a licença paternidade de 5 para 30 dias e se tornou a primeira empresa no Brasil a tomar esta ação que passa a valer a partir deste mês para todos os seus funcionários.

A empresa já é cadastrada no Programa Federal Empresa Cidadã. Pela Lei 11.770, de 2008, na qual a licença maternidade  é estendida de 120 dias para 180 dias – os 60 dias adicionais a empresa paga o salário normalmente e o valor é deduzido do Imposto de Renda. A decisão para conceder a licença paternidade de 30 dias foi motivada com a gravidez de uma funcionária e também será válida para adoção, independente da orientação sexual do homem. “Nosso escritório valoriza a qualidade de vida dos colaboradores. A gente acredita que se o pai tiver mais tempo com a família, será mais feliz no trabalho”, explica a coordenadora de Relações Públicas, Cristiane Carlos.

A licença paternidade de 5 dias é um direito do pai previsto na Constituição de 1988 e, desde que foi estabelecida, ainda não existe uma lei que regulamente este direito. Tramitam no Congresso Nacional ao menos 10 projetos de lei para ampliar a licença-paternidade, porém com datas variadas e, em sua maioria, para 15 dias.

O Almanaque dos pais parabeniza a ação do escritório Souza, Schneider, Pugliese e Sztokfisz Advogados. Estamos torcendo para que esta atitude inspire outras empresas e que seja somente o primeiro passo para a valorização do tempo do pai com o filho recém-nascido, além de sua presença e auxílio ser de grande valia para a mãe.

Fonte: http://revistacrescer.globo.com

Sobre Almanaque dos pais

Conteúdo produzido pela equipe do Almanaque dos pais.

Veja também

Malu-Moletom-e-o-Gigante

Campanha do agasalho 2016: O que você vai fazer com as roupas que não servem mais para seus filhos?

A campanha do agasalho 2016 apresenta a Malu Moletom, conheça essa história dessa menina e, na sequência, tenho uma proposta para você.

2 comentários

  1. Essa iniciativa é essencial. Só não sei por que a necessidade de se colocar “foi a primeira empresa…”. Nossa empresa decidiu dar um mês de licença paternidade (e mais um mẽs de trabalho remoto com horários flexíveis) há mais de um ano. Já estamos no terceiro pai beneficiado…

    • Almanaque dos pais

      Olá Léo,
      Que ótimo saber que esta iniciativa já tem sido adotada a mais tempo e por outras empresas como a sua. Divulgar essa ação é importante para que novas empresas sejam incentivadas e os devidos créditos aos primeiros a tomarem essa atitude seja dado.
      Se houver interesse, entrem em contato conosco para que possamos divulgar esta ação: contato@almanaquedospais.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.