Home / Filhos / Saúde / Amamentação – Saúde para mamãe e bebê

Amamentação – Saúde para mamãe e bebê

O aleitamento materno é a forma natural de alimentar o bebê. Além de alimentar o leite materno também beneficia o bebê de muitas outras formas, assim como à mamãe.
Conforme dados da UNICEF, anualmente morrem 1,5 milhão de crianças no mundo por falta do aleitamento materno.

Benefícios para o bebê

bebe_amamentacao– O bebê recebe glóbulos brancos e anticorpos durante a amamentação, deixando-o mais forte e resistente;
– Protege contra infecções respiratórias como pneumonias e bronquiolite;
– Desenvolve maior resistência à otite, meningite e infecções urinárias;
– Diminui a incidência de linfomas e leucemia;
– É de fácil digestão, protegendo de reações alérgicas, vômitos e diarreia;
– Diminui o risco de morte súbita;
– Beneficia o desenvolvimento intelectual;
– Redução da probabilidade de se tornar criança ou adulto obeso;
– Melhora a formação do maxilar e alinhamento dos dentes, resultando em melhor fala e respiração;
– Promove o vínculo afetivo mãe e filho, desenvolvendo a confiança e segurança na criança que se relaciona melhor com outras pessoas.

Benefícios para a mãe

amamentacao (640x480)

– Contrai o útero para que volte ao seu tamanho normal mais rápido e evitando hemorragias e anemia;
– A perda de sangue após o parto ocorre em um período menor;
– Diminui riscos de diabetes;
– Diminui riscos de desenvolver câncer de mama;
– Diminui riscos de desenvolver câncer de ovário;
– Diminui riscos de desenvolver osteoporose;
– Mãe que amamenta é menos ansiosa e se sente mais segura quanto aos cuidados com o bebê;
– Promove a queima de calorias, fazendo com que a mãe perca peso mais rápido;
– A amamentação exclusiva facilita a vida da mãe que não precisa aquecer mamadeiras e esterilizá-las, além de levar sempre consigo o alimento adequado e na temperatura ideal para o seu filho;
– Atraso da menstruação, se tornando um anticoncepcional natural.

Benefício econômico e ambiental

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

– Economia na compra de fórmulas (leite em pó próprio para bebês);
– Economia na compra de remédios (criança que mama no peito fica menos doente);
– Economia na compra de mamadeiras e bicos;
– Menor produção de embalagens e descarte das mesmas;
– Menor consumo de água, energia e produtos de limpeza para higienização das mamadeiras.

Riscos do leite em pó

– Por serem preparados tendo o leite de vaca como base podem provocar alergias ao leite de vaca e derivados;
– Maior risco de desenvolver linfomas;
– Maior risco de desenvolver Diabetes Tipo I;
– Maior risco de se tornarem adultos obesos;
– Maior risco de desenvolver eczema, asma e outras manifestações de doença alérgica.

Sobre Almanaque dos pais

Conteúdo produzido pela equipe do Almanaque dos pais.

Veja também

intolerancia-ao-glutem-e-gravidez-660x330

Relação da intolerância ao glúten e a gravidez

Diversos estudos indicam que pessoas com intolerância ao glúten podem demorar mais para engravidar e seu risco de infertilidade é superior.

4 comentários

  1. Otimo e agradecemos as dicas. Beijus e Parabens!!!

  2. Te agradeço a visita que fizeste no http://passosdemae.blogspot.com.br e realmente você absoluta razão! Essa sua postagem acrescenta muito a nossa sobre amamentação e certamente vai ajudar, não só a mim que estou ansiosa a espera desse momento, quanto a muitas mamães e futuras mamães que estão por aí! Super recomento! Curto e compartilho 😛

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.