Home / Colunistas / Dra. Genevieve Coelho / 11 Verdades e mitos sobre a fertilidade

11 Verdades e mitos sobre a fertilidade

Hoje vou falar sobre 11 verdades e mitos sobre a fertilidade

Ao procurar informação sobre fertilidade e tentativas de gravidez, é preciso estar atenta sobre a fonte e a qualidade da informação. Existem muitos que continuam sendo uma barreira para a verdadeira realidade do que pode facilitar ou prejudicar as chances de gravidez.  Para desmitificar, listo as verdades e mitos mais comuns:

11 verdades e mitos sobre a fertilidade

1) É fácil engravidar

Mito: A fertilidade humana é baixa. Cada ciclo pessoas férteis têm somente 25% de chances de conseguir a gravidez. Por isso recomenda-se esperar um ano antes de procurar um especialista em reprodução humana para investigar um eventual caso de infertilidade.

2) Se sou uma pessoa saudável posso evitar que meus óvulos envelheçam

Mito: Não é possível evitar o envelhecimento dos óvulos a no ser que os mesmos sejam congelados. Uma vida saudável evitará acelerar o processo de infertilidade, mas não impedirá que ao redor dos 35 anos a qualidade dos óvulos comece a diminuir com maior intensidade.

3) Se tenho menstruação é porque ovulo

Mito: Não necessariamente. Aproximadamente 35% das mulheres em algum momento da sua vida apresenta anovulação.

4) A ovulação ocorre todo mês no mesmo dia

Mito: Mesmo que tenham ciclos menstruais regulares, as mulheres não ovulam sempre no mesmo dia. Podemos determinar um período em que provavelmente a ovulação vai ocorrer, mas o dia exato pode variar.

5) Quem teve filhos tem a fertilidade normal

Mito: Ter tido filhos prova apenas que a pessoa foi fértil em um dado momento. No entanto, problemas podem aparecer depois.

6) A obesidade dificulta a gravidez

Verdade: A obesidade pode interferir no sistema hormonal, além disso, caso obtenha a gravidez, o risco de complicações obstétricas é três vezes maior em obesas.

7) Quando a mulher tem orgasmo a probabilidade de engravidar é maior

Mito: A fertilidade não está ligada ao prazer sexual.

8) Álcool, drogas ou medicamentos interferem na fertilidade masculina

Verdade: O cigarro e o álcool podem afetar tanto o número quanto a mobilidade dos espermatozoides. O álcool pode interferir na produção da testosterona e reduzir a libido, além de ser causa de impotência. Drogas como a maconha, a morfina e a heroína são causadoras de problemas de infertilidade e de impotência, elas elevam ao aumento do hormônio prolactina, o qual interfere na produção de espermatozoides.

9) A pílula ou o DIU (dispositivo intra-uterino) podem causar infertilidade

 Mito: A pílula pode encobrir problemas hormonais que passam despercebidos com seu uso, pois ela regula o ciclo dando a impressão que tudo vai bem. Com relação ao DIU, existe um risco aumentado somente no caso de desenvolver doença inflamatória pélvica, que em um estágio mais grave, pode provocar a obstrução das trompas. Porém, sem a presença da infecção pélvica, o DIU não causa infertilidade.

 10) Existem posições sexuais que facilitam a fecundação do óvulo

Mito: Não existe uma posição em especial que favorece a gravidez.

 11) Lubrificantes íntimos dificultam a gravidez

Verdade: Muitos lubrificantes íntimos dificultam a mobilidade dos espermatozoides.

Você também vai gostar de ler:

Para que servem os hormônios do tratamento de fertilidade
Medir a porcentagem de gordura corporal é mais eficaz que IMC para estimar as chances de gravidez
Gravidez Anembrionada | Gravidez sem bebê ou ovo cego
Chance de engravidar reduz drasticamente após 3 anos de tentativas

Sobre Dra. Genevieve Coelho

Dra. Genevieve Coelho
Dra. Genevieve Coelho é ginecologista especialista em reprodução humana pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI), na Espanha, e especialista em vídeo cirurgia pelo Instituto São Rafael em Milão, Itália. Dirige o IVI Salvador desde sua fundação em 2009. www.ivi.net.br (71) 3014 9999

Veja também

muco hostil

Muco cervical hostil, ou muco hostil. O que é, como identificar e o que fazer

O muco cervical hostil, ou simplesmente muco hostil, é considerado por alguns especialistas em fertilidade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.