Home / Filhos / Saúde / Vacinas / Vacina contra Poliomelite – VIP(injetável) e VOP(oral)

Vacina contra Poliomelite – VIP(injetável) e VOP(oral)

Quem deve ser vacinado

Toda criança menor de 1 ano.
As vacinas VIP e VOP são integrantes do Calendário Básico de Vacinação Infantil do Ministério da Saúde do Brasil.

Aplicação da vacina VIP em 2 doses

A vacina é injetável e aplicada em 2 doses:
– 2 meses de idade
– 4 meses de idade

Aplicação da vacina VOP em 2 doses

A vacina é na forma de gotinhas e ingerida em 2 doses – cada dose formada por 2 gotas:
– 6 meses de idade
– 15 meses de idade

Qual a diferença entre a vacina VIP e VOP

Existem dois tipos diferentes da vacina contra a Poliomelite, são elas:

VIP – Vacina Inativada Poliomielite

Vacina injetável e mais segura porque evita que a criança desenvolva a paralisia associada à vacina. Desde 2012 o Ministério da Saúde determinou que em todas as crianças que ainda não foram imunizadas contra a Paralisia Infantil, seja aplicada, em duas doses, a vacina VIP. As outras doses podem ser VOP, ou de acordo com a orientação do pediatra.
Também chamado de “vacina Salk”, a VIP é constituída por cepas inativadas (mortas) dos três tipos (1, 2 e 3) de poliovírus e produz anticorpos contra todos eles

VOP Sabin – Vacina pólio oral.

É a famosa “gotinha” das propagandas do Ministério da Saúde. Utiliza o vírus em estado atenuado.
É recomendado que todas as crianças com menos de 5 anos recebam a dose oral durante a campanha do Ministério da Saúde, desde que já tenham recebido as 2 doses da vacina inativada (VIP).
Esta ação é para manter a imunidade da população.

Poliomelite

Também conhecida como Pólipo ou Paralisia Infantil, é uma doença altamente contagiosa, transmitida de pessoa a pessoa, principalmente pela via fecal-oral – fezes e secreções da boca e podem inclusive contaminar água e alimentos).
A infecção começa pela boca ou intestinos.
Embora aproximadamente 90% das infecções por pólio não causem sintomas, os indivíduos afetados podem exibir uma variedade de sintomas se o vírus atingir a corrente sanguínea. Em cerca de 1% dos casos, o vírus alcança o sistema nervoso central, preferencialmente infectando e destruindo neurônios motores, levando à fraqueza muscular e à paralisia flácida aguda. Aproximadamente de um a cinco casos em 1000 progridem para a doença paralítica, na qual os músculos se tornam fracos, moles e de difícil controle, e, finalmente, completamente paralisados.

Reações à vacina VIP e VOP

-diarreia
* É muito raro qualquer reação à essas vacinas.

Cuidados antes e depois da vacinação VOP

Para garantir que as gotinhas sejam ingeridas e absorvidas pelo organismo da criança é indicado um pequeno jejum de 1 hora antes da vacinação e 1 hora depois da vacinação. Esta atitude é para evitar que a criança regurgite ou vomite o alimento e, também, a vacina.

Contraindicação:

VIP – a VIP contém vestígios de estreptomicina, neomicina, e polimixina B, existe um risco teórico de
reações alérgicas em pessoas sensíveis a estes antibióticos.
Qualquer pessoa que já apresentou quadro de reação alérgica grave a uma vacinação anterior com VIP.

Fontes: www.sbp.com.br e www.sgc.goias.gov.br

Sobre Almanaque dos pais

Conteúdo produzido pela equipe do Almanaque dos pais.

Veja também

seringa12 VACINAS

Vacina: BCG (Bacillus Calmette-Guérin) – Vacina contra a tuberculose

Quem deve ser vacinado A vacina BCG ID é aplicada no primeiro mês de vida …

8 comentários

  1. Por que dizem que as vacinas ministradas via oral podem ter efeito reduzido?

  2. Júlio César

    Muito bom o conteúdo, tirei todas as minhas dúvidas, obrigado.

  3. elania maria de oliveira

    Sou acdemica de enfernagem e me ajudou muito em meu trabalho. Elania

  4. Muito bom!!Tirei todas as minhas dúvidas,ótima pesquisa!Obrigado!

  5. Adorei…………!É um texto muito bom para ta estudando e procurando informações importantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.