Home / Colunistas / Dra. Taila Billa / Cárie de mamadeira ou cárie rampante

Cárie de mamadeira ou cárie rampante

Após o nascimento dos dentes de leite, a criança já está suscetível a desenvolver a doença cárie, mas o que muitos pais não sabem é que quando esta doença ocorre e notamos a sua presença, ela já está em um estado avançado, pois a estrutura dura (mineral) do dente de leite é muito fina, e logo abaixo dela existe a polpa do dente onde encontramos nervos e vasos sanguíneos.

mamadeira (640x480)A cárie de mamadeira ou cárie rampante é uma cárie aguda, agressiva, de evolução rápida e com grande sensibilidade (dor) podendo causar a destruição dos dentes de leite em curto período de tempo. É a forma mais comum de cárie até os 3 anos de idade. Quando em estado avançado, prejudica a alimentação, a fonética (a criança que está aprendendo a falar vai apresentar dificuldade ao pronunciar os sons que dependem dos dentes da frente), a estética e autoestima da criança.

Se esta doença levar à perda precoce dos dentes de leite, o problema se agrava, pois são estes dentes que ajudam no posicionamento dos dentes permanentes.

Qual a causa da cárie de mamadeira?

Sua causa está relacionada à ingestão frequente e por longos períodos de líquidos açucarados, principalmente durante a noite, como fórmulas, suco de frutas e de soja, achocolatados, água de coco e até mesmo o leite materno.

Outras causas são ingestão de sucos ácidos (laranja e limão), refrigerantes, chupeta com mel ou açúcar para acalmar ou adormecer.

Durante o sono, ainda temos uma diminuição do fluxo salivar, que associado à má higiene bucal, fazem com que a cárie se desenvolva, pois após a ingestão destes líquidos, permanece um resíduo na boca da criança que se não for removido, acumula na superfície do dente e serve se “alimento” para as bactérias causadoras da cárie.

Como identificar a cárie de mamadeira?

O primeiro sinal são manchas esbranquiçadas e difíceis de detectar, próximo a gengiva, primeiramente dos dentes superiores anteriores, e depois dos posteriores.

Foto: www.floridahealth.gov
Foto: www.floridahealth.gov

Posteriormente essas manchas cavitam e passam a ter coloração acastanhada.

Sua progressão é rápida.

Quais os sintomas da cárie de mamadeira?

Na primeira fase, a criança não apresenta sintomas, mas se não tratar rapidamente, vai apresentar dor de dente, e por não saber explicar aos pais, que geralmente não tiveram a orientação de um profissional, a doença pode passar despercebida.

Em alguns casos, a criança apresenta cavidades extensas, sendo necessário o tratamento de canal, e até mesmo perda precoce dos dentes.

Qual o melhor tratamento?

A mancha branca é um sinal reversível e pode ser tratada com aplicações tópicas de flúor e eliminação das causas da doença.

Quando este procedimento não é o suficiente ou a lesão está em estado avançado, o tratamento é mais complexo e envolve desde a remoção da cárie e restauração (obturação) da cavidade, tratamento de canal e até a retirada (extração) precoce do dente de leite.

Como prevenir a cárie de mamadeira?

Prevenir é sempre o melhor remédio, e para evitar este tipo de cárie devemos conscientizar os pais de que é necessário higienizar a boca dos baixinhos após cada mamada, com uma gaze macia e água limpa, dedeiras de borracha ou se possível escovando os dentes, os cremes dentais podem ser usados, mas sempre SEM FLÚOR.

Evitar dar mamadeira para a criança dormir, principalmente com açúcar, pois a higienização após a mamada será precária ou não existirá.

Uma opção saudável é dar mamadeira com água, pois esta ajudará a criança a relaxar e a hidratar, sem prejudicar a saúde bucal durante o sono.

Procure um dentista para te aconselhar e tratar de quem mais precisa de você.

Sobre Dra. Taila Billa

Dra. Taila Billa é dentista especialista em ortodontia com aperfeiçoamento em cirurgia bucal. Atende em consultório próprio na cidade de Taubaté - SP. Contato: (12) 3026-8789.

Veja também

Amamentação: o que a Fonoaudiologia tem a ver com isso?

A maternidade, fase em que tudo passa a ter um novo sentido e com ela …

2 comentários

  1. Boa tarde Ana,

    Fiquei muito feliz com seu comentário e mais ainda de saber que pude te ajudar a não se sentir a pior mãe do mundo.
    Saiba que não é sua obrigação saber de tudo, mas fique sempre de olho e quando verificar algo diferente do normal, procure ajuda de um profissional.
    Com um pouquinho de insistência, sua filha vai se acostumar com a escovação, e a cada ficará mais fácil para os papais executarem esta tarefa.
    Espero que encontre um bom odontopediatra que cuide da sua princesinha com muito carinho.

    Beijos

    Dra. Taila Billa

  2. Dra muito obrigada por este post, estava me sentindo a pior das mães e imaginando um monte de coisas ruins td isso me culpando mais q td no mundo.
    Infelizmente minha bebê de um ano e três por meses tem esse tipo de cárie, a da mancha branca, sempre escolhei o dentinho dela, só q com o nascimento dos molares ela n deixou eu escovar direito e foi aí q apareceu a manchinha, com a explicação q a sra deu, vi q no caso dela pode ser reversível e se Deus quiser vai ser, é só cont a escova ao e fazer um acompanhamento maus severo no dentista, a levei no dentista e ela disse q n tinha jeito é mandou voltar com três meses, vim pra casa chorei td q consegui e resolvi pesquisar sobre, o primeiro post q abri foi o seu, o que me tirou um peso, pq n tava conseguindo aceitar como q minha princesa ia ficar sem tratamento e tb me colocando como a pior mãe do mundo, com td o cuidado fui cometer um erro dos mais terríveis, sem tratamento… Mas agora tenho certeza q o melhor a fazer é procurar outro odontopediatra. Muito obrigada por ter se preocupado a escrever sobre e ajudar mães que assim como eu sofrem com este problema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.