Home / Colunistas / Dra. Daniela Barbosa / Está na hora do papá | Mastigar é preciso

Está na hora do papá | Mastigar é preciso

Quando falamos em mastigação talvez a primeira coisa que nos venha à cabeça seja a sua relação com a alimentação! Comer para ficar forte!

O que poucos sabem é que a mastigação é uma função muito importante para o desenvolvimento facial da criança. Ela é uma função aprendida e ao longo de toda a vida se adapta às condições anatômicas da pessoa, responsável por quebrar os alimentos em pedaços menores para facilitar a digestão e absorção dos nutrientes e por meio da qual a musculatura da face é estimulada como em uma verdadeira academia para fortalecimento.

Foto: Reprodução www.grandparents.com
Foto: Reprodução www.grandparents.com

Os músculos da face são responsáveis por respirar corretamente, sugar, engolir, mastigar e falar. Desde o primeiro momento de vida, eles são recrutados para algumas destas funções e, ao executá-las, preparam-se para a demais que tão logo, ao passar dos meses, chegarão: a sucção exclusiva dá lugar à mastigação e estar, por fim, é o preparo dos músculos para a fala.

Representação da musculatura de face e pescoço de um adulto | Reprodução: http://vitaclinica.com.br
Representação da musculatura de face e pescoço de um adulto | Reprodução: http://vitaclinica.com.br

Desta forma, é muito importante que a criança passe por cada etapa do processo de alimentação, sem antecipar ou atrasá-lo, mas respeitando o desenvolvimento do seu corpo. A partir dos 6 meses de idade, com o inicio da introdução (lenta e gradual) da alimentação complementar, começamos também período de transição da mastigação, onde a criança passa da alimentação líquida para a pastosa até chegar à sólida.

A alimentação complementar deve ser espessa desde o início e oferecida com colher; começa com consistência pastosa (papas/purês) e, gradativamente, aumenta a consistência até chegar à alimentação da família. (OMS, 2006). A partir de um ano de idade, quando já nasceram seus primeiros dentes, a criança deverá estar comendo alimentos amassados ou em pequenos pedaços com diferentes consistências.

Chegar à alimentação sólida representa o recrutamento e fortalecimento dos músculos do rosto. Uma criança que não mastiga, mas somente suga fortalece apenas a língua e alguns outros poucos músculos.  Os demais grupos musculares, se não trabalham, ficam fracos e incapazes de executar suas funções. Ao longo dos meses, passam a ter aspecto de criança cansada, com a boca constantemente aberta, a língua caída no assoalho da boca, altera-se o padrão de crescimento de todo o rosto, a criança tem dificuldade no controle eficiente da saliva (babando constantemente), além de desenvolver uma fala “mole” e distorcida, pois os músculos participantes não têm a destreza necessária para os movimentos rápidos e variados necessários.

Reprodução http://www.georgeboraks.com.br
Reprodução http://www.georgeboraks.com.br

Assim, é importante garantir condições favoráveis para que a criança cresça e se desenvolva em todos os aspectos. Uma criança que mastiga com a boca fechada, alimentos de consistências variadas, em uma velocidade que lhe permita a completa trituração do alimento, estará pronta para seu próximo desafio: a fala!

Um abraço.

Sobre Dra. Daniela Barbosa

Dra. Daniela Barbosa (CRFa. 15230-2) é fonoaudióloga, mestre em Ciências da Reabilitação e especialista em Motricidade Orofacial pela USP. Professora do Curso de Fonoaudiologia da Unopar. Faz parte da equipe de As Fissuradas, no Facebook, onde mantém um diálogo aberto com as mães. Atua em consultório particular e também em centro especializado em malformações craniofaciais.

Veja também

Criança pode usar creme dental com flúor?

A Odontopediatria Brasileira recomenda o uso de creme dental com flúor a partir do nascimento do primeiro dentinho da criança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.