Home / Filhos / Saúde / Gripe e resfriado em bebês e crianças – como evitar e cuidados

Gripe e resfriado em bebês e crianças – como evitar e cuidados

A mudança climática brusca que vivemos em diversas cidades do país, a chegada de uma massa de ar frio e até mesmo o constante uso de ar condicionado são condições que propiciam o contágio de gripe ou resfriado. E se esse problema é constante na vida de um adulto isso é ainda pior com os bebês e crianças, isso porque diferente de nós, os pequenos não possuem uma memória infecciosa até os 3 anos de idade e seus organismos acabam mais sensíveis a toda vez que um novo vírus entra em contato com o bebê.

Imagem: Cécile Graat
Imagem: Cécile Graat

Mas com alguns cuidados podemos diminuir e muito as chances de nossos pequenos acabarem doentes. Para isso basta ficarmos atentos a algumas dicas e prestar bastante atenção aos sinais que nosso bebê nos dá.

Como prevenir a gripe e resfriado em bebês e crianças

As gripes são doenças causadas por vírus que estão em constante mutação e, por isso, é tão difícil ficar com todas as defesas em dia, também sabemos que muitas vezes os lugares aglomerados e fechados são verdadeiras armadilhas de vírus. Por isso mantenha seu bebê longe de lugares muito fechados e com muita gente, principalmente se nesses locais estiverem presentes pessoas doentes. Um exemplo de lugar aglomerado e fechado são os shoppings, se o seu bebê possui menos de 6 meses e ainda não foi imunizado com a vacina da gripe, evite passear por lugares assim.

Use umidificador para evitar o ressecamento das vias áreas do bebê, porém cuidado para não encharcar tapetes, carpetes e outros tecidos que podem embolorar e causar problemas respiratórios. Durante a noite, uma toalha umedecida próxima ao berço/cama auxilia muito para umedecer o quarto da criança. Lavar seu nariz com um pouco de soro fisiológico também ajuda a manter a mucosa hidratada e com isso você diminui as chances dele pegar algum resfriado. Peça uma indicação do pediatra para o soro (spray ou em gotas) mais indicado para o seu filho.

Lave suas mãos e as da criança com frequência e, sempre que possível, utilize álcool em gel. Se seu bebê ainda é pequeninho lave suas mãos e de quem o for pegar no colo, desse modo você diminui muito as chances de passar ao pequeno alguma doença. Mantenha as mãos dele também sempre limpas, já que é comum que as crianças levem as mãos à boca, olhos e nariz, importantes portas de entrada para os vírus.

Hidrate bem o bebê. Pode ser com sucos ricos em vitamina C ou com água, o importante é manter o bebê sempre hidratado, desse modo você mantém o organismo do pequeno em equilíbrio e evita que ele esteja mais suscetível na hora de pegar um resfriado ou gripe.

Como amenizar os sintomas de gripe e resfriado em bebês e crianças

O maior problema e causa de desconforto para os pequenos é a coriza, que, além de ser produzida em maior escala do que nos adultos, como suas vias áreas são menores elas tendem a ficar entupidas com mais facilidade e se isso já gera em nós desconforto, imagine em seu bebê que nem pode assoar seu nariz sozinho. Para aliviar esse incômodo, alguns truques vão ajudar a deixar o bebê menos irritado.

Faça inalações com soro fisiológico em seu filho, isso vai ajudar a liberar as vias e você poderá limpá-las com mais facilidade e menos incômodo. Se você não tem inalador uma boa dica é ligar o chuveiro no quente e deixar que o banheiro fique bem úmido, depois entre ali com o bebê e o deixe respirar o ar úmido, isso lhe dará alívio imediato.

Limpe também o nariz do bebê com uma ajuda de soro fisiológico morno, com a ajuda de uma seringa pequena sem agulha coloque um pouco de soro morno nas narinas de seu bebê e as limpe com algodão e cotonete.

Na hora de dormir deixe a criança um pouco mais elevada, isso evitará que as vias áreas fiquem mais congestionadas e dará ao seu filho uma noite de sono mais tranquila. Para elevar o colchão, utilize um cobertor dobrado posicionado na cabeceira do estrado e coloque o colchão por cima, assim a criança terá mais conforto para dormir.

Se seu filho está febril o mantenha sempre com roupas leves, isso vai evitar que sua temperatura corporal aumente e lhe dê banhos mornos até que a febre ceda. Caso isso não aconteça, o melhor é procurar um pediatra e conversar com o especialista.

Atenção: se o seu filho estiver com febre que dura mais 72 horas ou maior do que 38°C, procure imediatamente o pediatra para evitar complicações.

Tratamentos

Nós sabemos que para resfriado infelizmente não existem remédios, assim como sabemos que os bebês não podem tomar qualquer medicamento sem prescrição médica. Por isso, se os sintomas do seu bebê não melhorarem e ele continuar com febre, coriza e irritação leve-o ao pediatra e explique a situação. Se ele não o medicar, com certeza lhe dará dicas valiosas de como amenizar a situação.

Sobre Almanaque dos pais

Conteúdo produzido pela equipe do Almanaque dos pais.

Veja também

Porque o dente permanente não nasce?

O dentinho de leite caiu já faz tempo e o permanente não nasce? Quanto antes procurar um dentista melhor, pois problemas podem estar causando este atraso...

2 comentários

  1. Gostei muito mesmo. Meu neto tem convulsão febril, e a gente está sempre com medo de que ele fique com febre. Está fazendo exames neurológicos, mas, pelo que vi, a tendência é passar essas convulsões com a idade de até 5 anos. Assim, a informação de como evitar gripes e resfriado, inclusive inflamação na garganta, para mim é muito importante. Obrigada.

    • Almanaque dos pais

      Obrigada por sua mensagem Clara,
      Estamos torcendo para que nossas dicas ajudem seu neto a fugir dessas doenças.
      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.