Home / Colunistas / Dra. Silvana Chedid / Pais fumantes podem ser responsáveis pela infertilidade dos filhos

Pais fumantes podem ser responsáveis pela infertilidade dos filhos

Quem defende que fumar é uma decisão e problema pessoal deve conhecer os resultados da pesquisa realizada pelos especialistas do IVI, Dr. Sergio Soares e Dr. José Bellver. O estudo “O impacto do tabaco na saúde dos descendentes revela que o tabaco durante a gravidez pode afetar a qualidade e quantidade dos espermatozoides e causar uma baixa reserva ovariana no futuro adulto.

pais fumantes

 

Mães que fumam mais de 10 cigarros ao dia durante a gravidez podem provocar infertilidade no filho homem quando adulto, já que provoca uma redução na concentração de esperma de 20 a 40%. No caso do bebê de sexo feminino, pode causar uma reserva limitada de óvulos e subfecundidade.

No caso de pai fumador, mesmo somente no período pré-concepcional, o vício contribui para uma maior incidência de câncer na descendência. Acredita-se que tal fato se deva a que as mutações do esperma possam ser transmitidas ao feto de modo permanente, passando a fazer parte da composição genética da futura geração.

Quem deseja formar uma família no futuro deve ser consciente que seus hábitos exercerão influência na saúde dos descendentes. Hoje temos mais uma informação, principalmente sobre o consumo de cigarro durante a gravidez: Os filhos de fumantes podem ter a fertilidade prejudicada, além de outros problemas como:

– Má formação no feto;

– Obesidade;

– Hiperatividade e transtornos no comportamento

Fumar provoca infertilidade em homens e mulheres

Atualmente 13% dos casos de infertilidade estão ligados ao fumo segundo a Sociedade Americana de Medicina reprodutiva. Homens e mulheres fumantes têm mais chances de sofrerem de infertilidade.

A fertilidade é 25% inferior nas mulheres que fumam até 20 cigarros ao dia, e 43% se fumam mais de 20 cigarros. Mulheres que fumam entrarão mais cedo na menopausa, além do hábito de fumar aumentar o risco de abortos e gravidezes ectópicas. Inclusive quando realizam tratamentos de reprodução humana assistida, a probabilidade de gravidez das mulheres fumantes é 50% menor que a das não fumantes.

Homens fumantes têm maior porcentagem de espermatozoides anormais comparados com os não fumantes.

Fumar mata

O Cigarro mata diariamente 350 pessoas no Brasil e continua a ser a principal causa de morte evitável no mundo segundo dados da OMS. O ideal é parar de fumar, mas principalmente quem deseja ter filhos deve ter esta preocupação ainda mais presente, pois não é apenas a sua vida e livre arbítrio que está em jogo.

Sobre Dra. Silvana Chedid

Dra. Silvana Chedid
Dra. Silvana Chedid (CRM 57672) é especialista em Reprodução Humana pelo Center for Reproductive Medicine da Universidade de Bruxelas (Bélgica). Por 15 anos dirigiu o CEPERH (Centro de Endoscopia Pélvica e Reprodução Humana do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo) e por 10 anos sua clínica própria, que foi incorporada ao grupo espanhol de medicina reprodutiva IVI em 2012. www.ivi.net.br

Veja também

SOP: Síndrome dos Ovários Policísticos e Gravidez

Mulheres com a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) podem apresentar dificuldade de ovulação e atrasos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.