Home / Colunistas / Dra. Silvana Chedid / Poluição prejudica a fertilidade

Poluição prejudica a fertilidade

Apesar de atualmente existirem regras mais rígidas para tentar diminuir a poluição, ainda estamos longe de respirar ar puro, principalmente nas grandes cidades. Normalmente associamos a poluição a problemas respiratórios, mas o impacto vai além. A poluição prejudica a fertilidade, assim como outros poluentes e produtos químicos e hormônios contidos nos alimentos que consumimos.

Tanto a carne bovina quanto a de frango possuem um alto grau de contaminação com hormônios femininos, o estrogênio. Esse hormônio é dado aos animais com o objetivo de amaciar sua carne. Quando o homem consome alimentos carregados de estrogênio ele também está ingerindo o hormônio, podendo produzir alterações de qualidade e quantidade dos espermatozoides. Como pesquisadora dos efeitos da poluição na fertilidade, pude comprovar esta teoria.

poluicao-prejudica-a-fertilidade

Quem trabalha com pesticidas tem maior risco de infertilidade

Homens que trabalham com agrotóxicos e pesticidas, especialmente onde existem estufas, sofrem um risco adicional de ver sua capacidade reprodutiva prejudicada quando os produtos químicos contém determinada atividade hormonal.

Poluição atmosférica

Os efeitos da poluição na fertilidade são maiores nas cidades grandes, dada a concentração de poluição atmosférica nessas regiões que atinge seus habitantes. No entanto, é preciso considerar que a reação à exposição aos poluentes é particular de cada organismo. Portanto, que uma pessoa viva em uma grande cidade ou trabalhe com pesticidas não determina que ela será infértil, mas sim que seus riscos são maiores.

É certo que a poluição afeta a todos, porém algumas pessoas têm organismos mais suscetíveis aos efeitos ambientais que outras. Assim como o câncer de pulmão e o cigarro estão relacionados, o grupo dos fumantes tem maior risco de desenvolver a doença do que os não fumantes, mas isso não implica que todos os tabagistas vão ter câncer, assim como estar entre poluentes não compromete a fertilidade de todos.

É possível evitar os efeitos da poluição na fertilidade?

Somente diminuindo a exposição à poluição ambiental poderia diminuir o risco de seu efeito e, infelizmente não se trata de uma solução rápida ou algo que uma pessoa possa solucionar sozinha. No entanto, como cidadãos, podemos e devemos fazer as contribuições que estejam ao nosso alcance, como reduzir uso do carro, que atualmente representa 90% da poluição gerada na cidade de São Paulo segundo a CETESB, por exemplo. Outra atitude que está ao alcance para diminuir os efeitos da poluição no nosso organismo é reduzir o consumo de alimentos com agrotóxicos. Na hora de fazer as compras, observe a procedência dos alimentos dando preferência aos produtos orgânicos e evite o excesso de produtos industrializados.

Sobre Dra. Silvana Chedid

Dra. Silvana Chedid
Dra. Silvana Chedid (CRM 57672) é especialista em Reprodução Humana pelo Center for Reproductive Medicine da Universidade de Bruxelas (Bélgica). Por 15 anos dirigiu o CEPERH (Centro de Endoscopia Pélvica e Reprodução Humana do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo) e por 10 anos sua clínica própria, que foi incorporada ao grupo espanhol de medicina reprodutiva IVI em 2012. www.ivi.net.br

Veja também

muco hostil

Muco cervical hostil, ou muco hostil. O que é, como identificar e o que fazer

O muco cervical hostil, ou simplesmente muco hostil, é considerado por alguns especialistas em fertilidade …

2 comentários

  1. Dra. Silvana Chedid

    Bom dia Analia,

    É difícil responder sua pergunta, pois seria preciso estar acompanhando sua gravidez.
    Sempre é importante ter uma boa relação com seu obstetra, fazer perguntas e questionar quando surjam dúvidas, pois ele, acompanhando de perto sua gravidez, será a melhor pessoa para responder com mais segurança.

    Um abraço!

  2. Estou com uma duvida,a primeira ultrasom que fiz deu exatamente 05 semanas de gestação,ela foi feita em 29/10/2014.
    A segunda ultrasom foi realizada em 21/02/2015,porém na mesma eu ja estava com 22 semanas e 6 dias (+/- 5 dias) e na mesma a D.p.p.deu-se para 21/06/2015.
    Na ultima que fiz agora dia 06/06/2015-deu 36 semanas e 05 dias(+/-14 dias). mas a minha dúvida e com quantas semanas Realmente eu estou?
    porque acho que Dr.se equivocou um pouco meu ultimo pré-natal dia 18/06/2015,ele disse que eu ja estava com 39 semanas e 05 dias.
    se vocês poderem mim ajudar agradeço muito.pois estou com muita duvida em relação a quantas semanas estou!

    Grato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.