Home / Colunistas / Monica Romeiro / Às vezes me sinto invisível

Às vezes me sinto invisível

Às vezes me sinto invisível, como se toda dedicação para que minha casa seja sempre um recanto de felicidade, harmonia e amor não fosse notada. Para ser mais radical, há dias que parece que é tudo em vão, jamais darão valor ao meu esforço diário.

mulher invisivel (570x380)

Reconheço que, quando está em casa, meu marido me ajuda muito, mas será que ele consegue enxergar tudo que faço na ausência dele? Será que meus filhos, apesar de pequenos, conseguem dimensionar o quanto me dedico à nossa família? E meus pais, irmãos e amigos, será que alguém dá valor a tudo que faço?

Há dias em que meu marido senta na sala com as crianças e consegue dar uma cochilada, mesmo que por 5 minutos, coisa que nunca aconteceu comigo porque sempre há alguma coisa para eu fazer ou resolver. Quando alguém está gripado, mimo com meus cuidados, com comidinha especial, cobertorzinho nas pernas…. e quando eu estou gripada minha vida continua da mesma maneira, com um pouco mais de esforço para realizar algumas tarefas e encerrando meu dia um pouco mais cedo por falta de ânimo.

E depois de refletir sobre tudo isso acabei percebendo que eu também não enxergo muitas Monicas (mulheres e homens) por aí, que suam a camisa para que seus filhos e companheiros estejam sempre bem cuidados e que nunca lhes falte nada, para que a casa esteja em ordem, os filhos cheirosos, com roupa limpa e o dever de casa realizado. E sabe o mais impressionante? É que essas Monicas não ficam reclamando da vida, podem estar descabeladas e vestindo um agasalho moletom no supermercado, mas estão lá, firmes, fortes e com a satisfação por cumprirem seus deveres quase que estampada no rosto.

E foi assim que me dei conta que o que eu realmente quero não é que as pessoas me elogiem por fazer o que faço. O que eu quero é que meu marido queira voltar para casa todos os dias porque é o lugar em que ele se sente bem e amado. Que meus filhos sintam que nosso lar é seu porto seguro, onde encontram amor, ombro amigo, paz e conforto. Que meus familiares e amigos sintam-se bem recebidos e queridos sempre que estão em nossa casa.

Nos dias em que parece que está tudo errado e as lágrimas cismam em escorrer pelo meu rosto – o que eu acredito acontecer com muitas Monicas, senão todas – é sinal de que preciso parar de agir por agir e reorganizar minhas tarefas, meu dia e, principalmente, observar minha família e analisar se estou me excedendo em cuidados desnecessários e acreditem, isso acontece muito. Um exemplo claro é quando me dedicava horas organizando os brinquedos espalhados pelo chão quando o que eu realmente precisava fazer era sentar no chão e brincar com meus filhos. Eles estavam brigando para chamar a minha atenção e não porque havia brinquedos demais no chão.

Tudo bem que a teoria parece fácil e ao colocar em prática nem sempre funciona. O que funciona mesmo para mim é o abraço do meu marido e o sorriso dos meus filhos que são capazes de secar qualquer lágrima de tristeza e fazer valer a pena qualquer esforço. Nessas horas a sensação de ser invisível desaparece e eu estou ali, presente, viva, realizada e recompensada.

 

Sobre Monica Romeiro

Monica Romeiro
Monica Romeiro é mamãe babona e apaixonada do Lucas - nascido em janeiro de 2011 - e da Larissa - nascida em julho de 2012 -, casada, publicitária por formação e empreendedora na Internet por paixão – paixão por criar, ler, escrever, pesquisar, colaborar, navegar, ajudar e compartilhar suas experiências. Escreve (sem papas na língua) sobre maternidade e dá dicas sobre empreendedorismo.

Veja também

Grávida pode pintar as unhas?

Sim, a mulher grávida pode pintar as unhas, mas alguns cuidados devem ser tomados já que os esmaltes e removedores possuem componentes tóxicos e a prioridade é evitar complicações para a futura mamãe e o bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.