Home / Filhos / Educação e comportamento / Brincar: uma terapia divertida e funcional

Brincar: uma terapia divertida e funcional

Barra-guest-post

Pesquisa ressalta a importância das brincadeiras para a saúde emocional e física das crianças durante a internação

A mestranda Ligia Maria Rocha Rodrigues da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) pesquisou a importância do ato de brincar para as crianças durante a hospitalização. Os resultados mostraram o desenvolvimento da autonomia, bem-estar e o quanto brincar pode ser um recurso terapêutico eficiente para o tratamento mostrando um leque cheio de possibilidades ao mundo da criança, mesmo durante a internação.

No Brasil já existe o reconhecimento desta prática pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) como um direito pertinente a criança de brincar. A lei nº11.104 preza pela obrigatoriedade de um espaço para desenvolvimento de atividades lúdicas e recreativas dentro dos hospitais no Brasil. Em 2004 a Organização Mundial de Saúde (OMS)implanta o projeto “Respeito do Direito da Criança Hospitalizada” com o objetivo de avaliar a atuação dos hospitais perante aos direitos infantis no período de internação.

Brinquedoteca do Hospital da Baleia - Belo Horizonte/MG
Brinquedoteca do Hospital da Baleia – Belo Horizonte/MG. Foto: José Carlos Paiva

De que forma as atividades e brincadeiras contribuem para o desenvolvimento e tratamento da criança?

A fisioterapeuta Ligia entrevistou para a pesquisa de mestrado nove profissionais que integram o Programa Saúde e Brincar. A atividade torna-se indispensável principalmente para as crianças que permanecem internadas em períodos longos. Lígia ressalta que neste caso o hospital torna-se a “casa” da criança e as brincadeiras interativas são essenciais para apresentar uma nova realidade por meio de um papel ativo e não somente torna-las um objeto de tratamento.

Dentre os benefícios do brincar pode ser citado o maior relaxamento, fortalecimento, alegria e prazer trazendo para a relação das crianças no ambiente hospitalar uma ótica mais saudável para o seu desenvolvimento físico e cognitivo. A pesquisadora ainda ressalta que as atividades apresentadas são primordiais para ampliar a visão das crianças em relação a própria doença e também auxilia aos profissionais da saúde a enxergar a situação através de uma ótica mais positiva de forma social e psíquica.

A Ativas Online é uma farmácia especialista em medicamentos de manipulação. Produz artigos sobre saúde, beleza, alimentação e bem-estar.

Acesse: www.ativasonline.com.br

Sobre Autor Convidado

Artigo escrito por um autor convidado. Mais informações sobre o autor você encontra no final texto acima.

Veja também

Como está a polêmica da Data de Corte no Estado do Pernambuco?

Meus leitores que aqui acompanham a minha coluna sabem que tenho acompanhado constantemente as Resoluções, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.