Home / Colunistas / Dr. Marcelo Amaral Ruiz / Exercícios Físicos para Crianças e Adolescentes

Exercícios Físicos para Crianças e Adolescentes

Caros leitores, cada vez mais nossas crianças e adolescentes ficam presos dentro de casa enfiados nos computadores, tablets, videogames, TV etc. Brincadeiras ao ar livre se tornaram raras também com certa razão dado ao aumento da violência, à impossibilidade dos pais de brincarem com seus filhos, pois trabalham o dia todo, enfim, existem muitos motivos para explicar o sedentarismo dos nossos jovens.

Em meu consultório é frequente a dúvida sobre qual o melhor exercício físico para as crianças e adolescentes. Pois bem esse texto vem para esclarecer certas dúvidas. Em primeiro lugar temos de dizer que os exercícios físicos variam conforme a idade, por isso vamos colocar as orientações por idades.

Exercícios físicos para bebês e crianças de 0 a 3 anos

Desde bem novinhos nós podemos ajudar nossos filho a se exercitar, com por exemplo quando começam a querer pegar objetos nós podemos dificultar um pouco as coisas, deixando os objetos um pouco mais longe deles para que eles tenham de esticar os braços para pegar ao invés de dar na mão deles. Depois quando estão começando a sentar, temos de estimulá-los a se levantar e a ficar sentados sozinhos (claro que com cuidado para não cair). Quando começam a engatinhar, aí tudo fica mais fácil, pois vale a pena começar a  brincar de pega pega, deixar objetos mais distantes para eles irem buscar. Quando já andam, é muito legal que os pais fiquem um pouco longe um do outro e que a criança ande entre eles e também busque brinquedos. Próximo dos 3 anos as crianças já correm, sobem e descem escadas, pulam, andam de velotrol e bicicletinha com rodas laterais, chutam bola, neste momento basta dar asas à imaginação e gastar pelo menos 1 hora por dia brincando com os filhos.

Foto: Reprodução: http://childpack.com
Foto: Reprodução: http://childpack.com

Exercícios físicos crianças de 3 a 7 anos

Nesta idade as crianças já tem coordenação motora para iniciar alguns esportes como aulas de natação, futebol, basquete, karatê, judô dentre outros esportes, mas vale lembrar que tudo isso deve ser feito em caráter recreativo e não competitivo. Além disso, jamais devemos deixar de lado as brincadeiras com os pais, avós e amigos, que são muito importantes tanto no aspecto físico como emocional e de relacionamento.

Foto: Reprodução http://activeforlife.com
Foto: Reprodução http://activeforlife.com

Exercícios físicos para crianças e adolescentes de 7 a 14 anos

Nesta faixa etária, as crianças e adolescentes adquirem uma extraordinária coordenação motora, podendo já praticar esportes em nível de competição (claro que dentro de suas categorias) e as brincadeiras lúdicas vão sendo trocadas por passeios de bicicletas, caminhadas no parque, esportes no geral, trilhas nas matas, tudo feito com muita responsabilidade e sempre com supervisão de adultos responsáveis.

Foto: Reprodução http://nyc.barstoolsports.com
Foto: Reprodução http://nyc.barstoolsports.com

Exercícios físicos para adolescentes após 14 anos

Nesta faixa de idade, até a fase adulta, dependendo do desenvolvimento do adolescente, ele já pode praticar esportes com mais intensidade e inclusive frequentar academias de ginástica e musculação. Esse tema academias de ginástica e musculação é bastante controverso e merece destaque. Após uma idade óssea de 14 anos (determinada a partir de um raio X da mão), os adolescentes podem sim frequentar academias, porém com algumas ressalvas. Primeiro, antes de deixar nossos filhos frequentarem uma academia, precisamos conhecer a academia e seus instrutores, precisamos definir um plano de exercícios que seja baseado em atividades aeróbicas e em exercícios de musculação com pouca carga (o excesso de carga ou a postura errada nos aparelhos é ruim em qualquer idade). Em segundo lugar temos de ter cuidado com as companhias nas academias, pois lá podem ser oferecidos suplementos alimentares ou até mesmo hormônios para crescimento  muscular que podem ser perigosos para nossos filhos.

Outra queixa comum é a de alguns pais que me dizem: “meu filho (a) já fez natação e parou, já fez futebol e parou, já fez ballet e parou, já fez judô e parou, ele (a) não sabe o que quer”. Na verdade as crianças se cansam de fazer a mesma coisa sempre e nós adultos também, por isso o normal é que tenhamos de mudar de vez em quando para sair da rotina. Por isso, o importante é deixar nossos filhos à vontade para experimentarem as atividades que quiserem e puderem é claro.

Para encerrar eu gostaria de reforçar que, seja em forma de brincadeiras divertidas ou seja praticando esportes em aulas, nós e nossos filhos devemos acumular no mínimo 150 minutos de exercícios por semana, de preferência divididos em 3 a 5 dias na semana.

Não fiquem bravos se seus filhos enjoarem de algum tipo de exercício, troquem por outro, a novidade é sempre bem vinda e o importante é que estejamos sempre em movimento fortalecendo nossos músculos, nossos ossos, nossas mentes e previnindo doenças. Abraços.

Sobre Dr. Marcelo Amaral Ruiz

Endocrinologista Pediátrico. PhD em Saúde da criança e do Adolescente pela USP. CRM-SP: 113266 e Registro de Especialista no CRM-SP 238842. Atualmente trabalha em consultório próprio em São José dos Campos. Contato: (12) 3922-0331

Veja também

Criança pode usar creme dental com flúor?

A Odontopediatria Brasileira recomenda o uso de creme dental com flúor a partir do nascimento do primeiro dentinho da criança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.