Home / Papai / Comportamento / Final de semana sem meu filho

Final de semana sem meu filho

Um final de semana de liberdade?? É o que muita gente pensa. Até é em parte, mas… não é bem assim.

Sou um homem solteiro, independente, moro sozinho com meu filho e seu irmão peludo (meu labrador). Todos os fins de semana ele está com a mãe. Até acontece dele ficar algum fim de semana comigo, mas mesmo assim, via de regra, estou sem ele.
Muitos devem pensar que eu tiro os fins de semana então para entrar na farra e nem sequer penso nele. Não é bem assim.

- Será que ele ainda demora?
– Será que ele ainda demora?

Sinto falta. Sinto muita falta.
Sexta passada, por exemplo, a mãe dele o pegou de noite e eu corri para ver um filme no cinema (só consigo ver meus filmes assim, nos dias de “folga” da paternidade). Vi um filme muito interessante. Sai do cinema refletindo sobre o que assisti, analisando certos detalhes, certos diálogos… mas quando entrei em casa… vazio, é a palavra que resumia minha vida naquele momento.

Eu ia poder acordar tarde, poderia ter enchido a casa de gente e feito uma grande bagunça, poderia ter ido dormir fora ou sei lá o que fosse possível nessa condição, mas a primeira coisa que me passa na cabeça é que: estou sem ele.

Aconteceu uma vez eu “passar vergonha” na casa da garota com quem estava saindo. A mãe dele ligou e me disse que iria deixar ele na escola na segunda feira, era um domingo. Assim eu não teria hora para estar em casa, para poder recebê-lo, ou seja, poderia ficar mais tempo com minha garota, até mais tarde da noite. Ela pensou que isso seria um motivo de extrema felicidade, que teríamos mais tempo juntos e tal, mas quando olhou na minha cara, viu um pai com saudades do seu filho. Coitada, ela não tinha culpa da minha ansiedade e frustração em não estar “feliz” por ter mais tempo com ela, mas é assim comigo.

Acredito que seja assim com muitas mães e pais que possuem a guarda de seus filhos. Pelo menos daqueles que realmente se importam com eles, em estar com eles. para aqueles que conseguem perceber o que uma criança que te ama pode lhe dar de energia, de amor puro.

Esse fim de semana eu fui curtir todas. Churrasco com amigos, fui pra night com os mesmos e cheguei em casa com o Sol nascendo. Domingo pude pintar as paredes da sala de estar e então, já de noite, fui buscar ele no ponto de encontro.
Na hora que eu o encontrei, a alegria dele em me ver, supera qualquer coisa. Meu final de semana foi muito bom, muito bom mesmo, mas a melhor parte foi reencontrar meu filho.

Minha casa é vazia sem ele, mesmo quando ele abre as canetinhas e suja tudo (está de castigo hoje por isso e não, não sujou as paredes que eu acabei de pintar). Minha casa é uma bagunça por causa dele, eu não consigo fazer tudo o que gostaria para mim mesmo (sair, cinema, namorar a qualquer hora…), meu tempo é regrado pela necessidade dele, mas quando tenho tempo livre para mim, quando estou sem ele, eu aproveito como posso, mas sempre fico com um gostinho melancólico na boca, contando as horas para reencontrar com ele novamente.

Sempre que ele se vai eu penso ou digo:

– Até logo meu amor! Papai te ama mais do que tudo nessa vida!
=]

Sobre Lizandro Crus Chagas

Acima de ser um professor, de ser carioca, de ser suburbano, de ser flamenguista, de ser solteiro, de ser geógrafo... eu sou pai. Pai do garoto mais lindo do mundo (qual pai que não mente sobre seu filho?), e também sou pai de um monstro peludo de 40 kg, um labrador chamado Guimba. Professor de Geografia a mais de uma década para os mais variados segmentos, carioca convicto, Flamengo de coração... E é isso. Sou o Pai Solteiro =]

Veja também

Comunicação – O que foi feito para nos aproximar, não deveria nos separar

Quantas vezes alguém nos abordou para saber o que achamos de um determinado assunto ou …

Um comentário

  1. Adoreio que voce escreveu sobre sua paternidade , eu tambem sou mae solteira e tenho um namorado .As vezes quando saio de casa pra namorar me si to uma pessima mae , uma culpa muito grande de deiar a filha com a avo pra ver meu namorado e fico louca pra voltar…
    Este fi al de semana ele me convidou. Passar o sabado e domingo na cidade do irmao dele para o dia dos pais, e eu estou morrendo de remorso , o quevoce acha quedevo fazer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.