Home / Mamãe / Comportamento / Os primeiros dias de Aleitamento Materno

Os primeiros dias de Aleitamento Materno

Nestes primeiros dias de Agosto as atenções de todo o mundo estão voltadas à Semana Mundial de Amamentação. O leite materno é o alimento completo para o bebê, com a quantidade certa de todos os nutrientes que ele precisa para seu crescimento e desenvolvimento.

Foto: Reprodução www.communitytable.parade.com
Foto: Reprodução www.communitytable.parade.com

Por ser tão completo, a Organização Mundial de Saúde indica o aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses de vida, ou seja, não há necessidade de introdução de água, chás ou fórmulas.

Além de garantir o adequado crescimento do bebê, mamar no peito proporciona também uma verdadeira ginástica para a musculatura do rosto e da boca, garantindo assim a melhor estimulação ao desenvolvimento dos ossos da face e todas as estruturas que em alguns meses serão recrutadas para o desempenho e outras funções, tais como a mastigação da papa e o balbucio das primeiras palavras.

A partir do sexto mês de vida, o organismo da criança está preparado para novos alimentos e consistências, sendo indicada a introdução gradual das papas de frutas, mantendo o aleitamento ao peito.

Sabemos que são inúmeros os fatores que podem interferir no aleitamento materno. Para minimizar estas possíveis dificuldades, temos observado que quando as gestantes têm acesso à orientações e momentos de esclarecimento de dúvidas e medos por profissionais da saúde ainda durante o pré-natal ela tem mais confiança e paciência para enfrentar as possíveis dificuldades das primeiras mamadas. Assim, as consultas com seu médico e a participação em grupos de gestantes são oportunidades de ricas trocas de informações.

Nos primeiros dias após o nascimento o momento da mamada ainda é uma descoberta entre mãe e filho, então não hesite em buscar um ambiente calmo e silencioso para vocês, permitindo assim que você observe as reações do bebê ao peito, como ele está abocanhando o peito, se está engolindo o leite e se está se acalmando ou mantém-se inquieto durante toda a mamada. São observações importantes que permitirão que compreenda melhor este momento tão especial.

A Equipe do Almanaque dos Pais preparou outras dicas fáceis de serem observadas no dia a dia do bebê e que poderão ser importantes informações a serem transmitidas nas consultas médicas: 10 sinais de que o bebê está mamando o suficiente.

Lembre-se de se alimentar e hidratar! Mesmo com a mudança na rotina da família, a sua alimentação é fator essencial para a produção de leite.

O acompanhamento com o médico pediatra é muito importante tanto para a verificação do crescimento e ganho de peso do bebê, como também para você esclarecer as dúvidas que forem surgindo com o passar dos dias.

Os Bancos de Leite também são lugares que valem a visita. Com uma equipe composta por especialistas em amamentação, eles poderão auxiliá-la na superação de possíveis dificuldades na mamada, além de conhecer o sistema de doação de leite materno.

Com apoio, informação e paciência é possível garantir que o aleitamento materno, este momento de verdadeira troca de amor, se prolongue ao longo dos meses, fortalecendo os bebês tanto nutricional quanto afetivamente.

Um abraço,

Sobre Dra. Daniela Barbosa

Dra. Daniela Barbosa (CRFa. 15230-2) é fonoaudióloga, mestre em Ciências da Reabilitação e especialista em Motricidade Orofacial pela USP. Professora do Curso de Fonoaudiologia da Unopar. Faz parte da equipe de As Fissuradas, no Facebook, onde mantém um diálogo aberto com as mães. Atua em consultório particular e também em centro especializado em malformações craniofaciais.

Veja também

Amamentação: o que a Fonoaudiologia tem a ver com isso?

A maternidade, fase em que tudo passa a ter um novo sentido e com ela …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.