Home / Colunistas / Monica Romeiro / Amo o Natal desde sempre e para sempre – hohoho!

Amo o Natal desde sempre e para sempre – hohoho!

Eu amo Natal, essa época tem uma magia que eu não consigo explicar, mas toma conta do meu coração.

Quando eu era pequena eu contava os dias para a chegada do Natal, e quanto mais perto estava mais tempo levava para o dia passar. Durante a manhã e tarde do dia 24 eu via minha mãe na cozinha preparando pratos deliciosos – outros nem tanto para meu paladar da época – e reclamando que a hora estava voando e que não daria tempo de fazer isso ou aquilo. Eu estranhava tanto aquele comentário, afinal o dia mais longo do ano é o dia 24 de dezembro! Cada minuto demorava 1 hora para passar! Eu tentava me distrair com alguma brincadeira, filme da sessão da tarde, mas nada tirava da minha cabeça que mais tarde estaríamos reunidos com toda a família, brincando de amigo secreto, correndo com os primos, ganhando beijos daquelas tias distantes que você só encontra no Natal… pode parecer estranho, mas eu adorava tudo isso, tudo mesmo!

O tempo foi passando e as famílias crescendo e se dispersando, nem todos passavam a noite de Natal juntos como antes. Mas o Natal continuava mágico com nosso pequeno núcleo de 12 pessoas e as festas começaram a acontecer na casa da minha mãe.

Monica e Vovó Iria
Monica e Vovó Iria

Minha amada Vovó Iria ficava tão radiante! Ela preparava o melhor frango com Catchup do mundo. Arrumava-se toda linda e com aquela graça e doçura que era só dela transformava nosso Natal no mais especial do mundo, eu não trocaria por nada. Nossa turma começou a crescer, chegou meu marido (na época namorado), e meu cunhado. Era só alegria.

Em novembro de 2009 o Papai do Céu chamou a minha Vovó Iria para morar com ele lá em cima. Confesso que fiquei com receio daquele Natal que se aproximava, mas a magia do Natal tomou conta do coração de todos nós e, em homenagem à minha Vovó linda, fizemos uma festa de Natal animada e com direito a Papai Noel, novas brincadeiras e ainda mais amor. Mas pela primeira vez a turma diminuiu e os pedidos do meu avô por bisnetos se intensificaram.

Natal 2010
Monica Romeiro
Natal 2010

No Natal de 2010 eu já estava grávida, tão grávida que mal passava pela porta – dá uma conferida na foto ao lado, se a barriga passasse pela porta o nariz não passava, rs! A minha irmã assumiu com louvor o posto de “Cozinheira do frango com Catchup da vovó”. Foi uma delícia, recebi tantos mimos e o Lucas participou ativamente da festa. Ganhou até o trono de caçula da família – título que pertencia a meu primo fazia 23 anos, é mole? Como mulher grávida chora até em comercial de margarina, nem preciso contar o quanto eu me emocionei este ano, neh?

Em 2011 mais uma perda, meu Vovô foi encontrar minha Vovó lá no céu, mas com seu sonho de ser bisavô completamente realizado! Tão realizado que eu engravidei novamente e passei o Natal de 2011 com uma barriguinha nova. Este Natal – apesar de meus avós não estarem com a gente – teve gostinho de quero mais, depois de muitos anos tivemos um Natal com criança na família, foi inesquecível!

Chegou o Natal de 2012, que delícia, duas crianças na família! Neste ano o Papai Noel realizou o primeiro pedido do Lucas, trouxe uma bicicleta. O Lucas tinha quase 2 anos e ainda se lembra que o Papai Noel foi quem levou para ele a bicicleta do bombeiro. Mais um ano mágico!

Agora o Natal 2013 está chegando e, para alegria de todos nós, a família só cresce: minha cunhada está grávida! A árvore da minha casa foi montada com a ajuda dos meus filhos – se bem que ajuda não é bem a palavra certa quando os pequenos participam.. rs – e os presentes já estão quase todos comprados, mas o mais importante é que nossa família continua unida, se amando, cuidando e transformando meu Natal no meu momento preferido todos os anos.

Desejo a todos vocês um Natal mágico e repleto de amor como o meu.

Sobre Monica Romeiro

Monica Romeiro
Monica Romeiro é mamãe babona e apaixonada do Lucas - nascido em janeiro de 2011 - e da Larissa - nascida em julho de 2012 -, casada, publicitária por formação e empreendedora na Internet por paixão – paixão por criar, ler, escrever, pesquisar, colaborar, navegar, ajudar e compartilhar suas experiências. Escreve (sem papas na língua) sobre maternidade e dá dicas sobre empreendedorismo.

Veja também

dizer nao para os filhos Monica Romeiro

Dizer não para os filhos também é um ato de amor

Quando se trata de educação dizer não para os filhos também é um ato de amor, carinho e cuidado. Assim os pais estabelecem os limites, regras e valores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.