Home / Colunistas / Gravidez um sonho / Aborto de Repetição: o que é e possíveis causas

Aborto de Repetição: o que é e possíveis causas

O que é aborto de repetição?

É considerado aborto de repetição quando a mulher apresenta 02 ou mais abortos, alguns médicos afirmam que tenha que ser de forma constante, ou seja, a mulher deve ter abortos seguidos, sem que tenha uma gestação a termo entre os abortos.

Aborto de repetição

Quais são as possíveis causas do aborto de repetição?

Alteração Genética do embrião, fator imunológico da mãe, trombofilia, infecção, anatômicas e alterações endocrinológicas.

Alteração Genética

A causa genética pode ser diagnosticada pelo exame cariótipo do casal (mulher e companheiro) realizado através da coleta de sangue, análise genética do embrião em caso de gravidez por fertilização humana, análise do material do aborto recolhido durante a curetagem/AMIU.

Esses exames podem ser realizados em laboratórios comuns ou em laboratórios que são referência para esses exames genéticos, tais como a igenomix e chromossome.

Caso esses exames detectem que a causa dos abortos são realmente genética, o médico avaliará o histórico do casal, e poderá indicar: Fertilização com análise genética prévia do embrião (PGD e PGS).
É importante observar que um único aborto com alteração genética não é capaz de afirmar que o casal precise da fertilização in vitro com análise genética do embrião, sendo que o médico deverá avaliar o histórico do casal. Pode acontecer que a mulher teve dois abortos com causas diferente, um por alteração genética (erro na divisão das células do embrião) e outro por infecção. Então, o ideal é seguir a orientação médica, e caso o casal ainda tenha dúvida, pode buscar uma segunda opinião médica.

Causa Imunológica

A causa imunológica pode ser diagnosticada pelos exames FAN (Fator Antinucleo), Dosagem de célula NK, inclusive atividade NK, antitireglobulina, crossmatch. Algumas doenças autoimunes também podem ser pontos relevantes para avaliação do médico para esse diagnóstico.

Os possíveis Tratamentos são: Vacina do Marido chamada de Imunização de Linfócitos Paternos (ILP), atualmente suspenso o tratamento pela ANVISA, Imunoglobulina Humana, Intralipid, Corticoide e G-CSF.

Salienta-se que a causa imunológica é um tema bem discutida entre os médicos, sendo que muitos médicos ainda não acreditam nesta possibilidade, entretanto, é importante salientar que tem causas de sucesso com o tratamento adequado.

Alguns médicos como Ricardo de Oliveira da RDO e Ricardo Barini são referências neste assunto.

Trombofilia

A trombofilia é uma coagulação sanguínea, impedindo que o embrião receba o fluxo sanguíneo adequado e se desenvolva. O diagnóstico pode ser feito pelos exames de mutação: Fator V de Leiden, G20210A protombina, C677T metileno tetrahidrofolato redutase, A1298C do MTHFR, proteína C e S, antitrombina III, entre outros.

O tratamento adequado pode ser indicado pelo médico ginecologista e/ou por um hematologista.

Infecção

O diagnóstico pode ser realizado por exames de pesquisa de bactéria e cultura no colo do útero e na secreção vaginal, ou pelos exames de sangue para detectar as doenças de Toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus.

O ginecologista encaminhará ao tratamento adequado.

Causas Anatômicas

Trata-se de alteração na anatomia do útero, como bicornio/unicórnio, ou miomas/pólipos/sinéquias, todos podendo ser diagnosticados com ultrassom transvaginal ou histerossalpingografia ou Histeroscopia.

Endocrinológicas

Alguns hormônios alterados podem causar abortos, tais como TSH, T4 livre, anticorpo antitireglobulina, anticorpo antiperoxidase…

Os possíveis tratamentos são ajustes hormonais.

Converse com seu médico sobre essas possíveis causas e tratamentos.

Você também vai gostar de ler:

Gravidez um sonho | Depoimento de uma tentante
Não consigo engravidar – O que faço?
Nidação: Será que é nidação ou menstruação?
A ansiedade pode atrapalhar na hora de engravidar

Sobre Gravidez Um Sonho

Tatiana, advogada, casada, tentante desde 2012, mãe de anjo, habilitada para adoção em 05/2016. Diagnosticada com aborto de repetição de causa imunológica e Insuficiência Istmo Cervical. Sonha em ter filhos tanto biológico como adotado.

Veja também

muco hostil

Muco cervical hostil, ou muco hostil. O que é, como identificar e o que fazer

O muco cervical hostil, ou simplesmente muco hostil, é considerado por alguns especialistas em fertilidade …

2 comentários

  1. Boa tarde meu nome e cristina to com uma duvida esse mês tivi relação com meu marido sem proteção no dia 4/6 depois de quatro dias minha menstruação venho no dia 8/6 só que ela só duro dois dias nos dias 8 e 9 no dia 10 já não venho mais e nesse dia tomei a meu anticoncepcional qnd foi agora no dia 24/6 tivi relação novamente com meu marido sem proteção pelo meu calendário menstrual tava no dia fértil depois de dois dias que teve a penetração to com um pouco de sangramento meio rosado q nem chega a suja o absorvente só quando vou no banheiro q me limpa q suja o papel to a dezenove anos tentando engravidar por favor me ajudem já to três noites sem dormir com muita insônia só pensando nisso isso nunca me aconteceu pois minha menstruação e bem regulada obrigada pela atenção em aguarde pela sua resposta

    • Escape durante o ciclo menstrual pode acontecer, pode ser do próprio uso do anticoncepcional, pode ser nidação ou pode ser alguma alteração hormonal, por isso recomendo a orientação de um médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.