Home / Filhos / Saúde / Bebês podem usar repelentes?

Bebês podem usar repelentes?

Com a dengue ganhando destaque nos noticiários – além de evitar a proliferação do Aedes aegypti eliminando água parada em pneus, plantas, vasos, garrafas, entre outros locais que possa ocorrer o acúmulo, utilizar telas, mosquiteiros e inseticidas (com os devidos cuidados) – os repelentes estão cada vez mais raros nas prateleiras de farmácias. Mas será que bebês podem usar repelentes?

Aedes_aegypti_by-wikipedia

  • Bebês com menos de 6 meses não podem usar repelentes

A pele dos bebês, além de muito sensível, absorve rapidamente os produtos químicos do repelente. Até o momento não existem pesquisas e estudos sobre a segurança da utilização de repelentes em bebês com menos de 6 meses de idade.

  • Crianças até 2 anos de idade só podem usar com recomendação médica

Sem dúvidas é melhor a criança usar repelente do que contrair a dengue. Considerando que há risco de contágio devido à região em que você está mesmo com os cuidados necessários- como utilização de telas, roupas claras, entre outras dicas que você encontra nesse link – antes de usar repelentes nas crianças, converse com o pediatra. Ele poderá lhe orientar sobre a melhor opção, modo de aplicar e número de aplicações.

  • Nunca utilizar repelente sob a roupa

Somente aplique repelente nas partes expostas da pele. Ao passar em regiões cobertas por roupas o calor e falta de ventilação poderão aumentar a absorção da pele causando irritações.

  • Não dormir com repelente

Bebês, crianças e adultos devem retirar o repelente da pele antes de dormir, lavando a região com água e sabonete. Como o Aedes aegypti possui hábitos noturnos e prefere ambientes quentes, manter o quarto arejado, a dica é manter telas nas janelas durante todo o dia para evitar que ele entre no ambiente, assim durante a noite o risco de picadas é reduzido.

  • Cuidado com reaplicações

A recomendação é que crianças entre 6 meses e 2 anos utilizem repetente somente 1 vez ao dia. Crianças maiores, desde que com recomendação do pediatra, podem passar no máximo 3 vezes ao dia, assim como adultos.

  • Fale sempre com o pediatra antes de passar repelente nas crianças

Existem diversos tipos e marcas de repelentes no mercado, porém só compre após conversar com o pediatra, ele poderá prescrever a melhor opção para sua família. Para crianças o recomendado é utilizar produtos próprios para sua idade e na quantidade e frequência determinada pelo médico.

 

Você também vai gostar de ler:

Aprenda a proteger bebês e crianças de picadas de pernilongos clicando aqui: Como proteger bebês e crianças das picadas de mosquitos

Sobre Almanaque dos pais

Conteúdo produzido pela equipe do Almanaque dos pais.

Veja também

Porque o dente permanente não nasce?

O dentinho de leite caiu já faz tempo e o permanente não nasce? Quanto antes procurar um dentista melhor, pois problemas podem estar causando este atraso...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.