Home / Colunistas / Dra. Taila Billa / Herpes simples ou herpes labial

Herpes simples ou herpes labial

Com certeza você já viu alguma criança ou adulto com uma feridinha nos lábios, mas nem deu muita atenção porque é algo comum e você sabe que logo passa.

Mas aí é que está o perigo, essa feridinha pode ser uma simples afta ou algo mais complexo como herpes.

herpes-labial

Mas o que é herpes simples ou herpes labial?

É uma doença viral recorrente e contagiosa causada pelo Vírus Herpes Simplex 1 e 2 (HSV 1 e 2).

Sinais e sintomas: duram de 7 a 10 dias

herpes-labial-sintomas

Os primeiros sintomas são coceira, ardor e formigamento, até que surgem pequenas bolhas agrupadas que se rompem e liberam um líquido (contendo o vírus).

Com o rompimento destas vesículas,  forma-se uma ferida, que pode ser confundida com uma afta ou até mesmo a queilite angular (popularmente conhecida por “boqueira”).

Como é transmitido o herpes labial?

O herpes labial pode ser transmitido por contato direto da pele com o vírus presente nas vesículas, como num beijo, ou através da saliva.

A contaminação geralmente ocorre na infância, mas isso não significa que a criança vai apresentar as feridas nesta época, pois o vírus pode permanecer latente (em repouso) até ser ativado, ou seja, o vírus se aloja nos gânglios dos nervos cranianos ou da medula e quando ativados, retornam a pele pelo próprio caminho do nervo.

Enquanto uma pessoa estiver com as lesões, possui grandes chances de contaminar outro indivíduo.

O que ativa o vírus?

As recidivas (recorrências) estão associadas à baixa imunidade (como numa gripe), estresse, exposição prolongada ao sol, febre, trauma local, infecções, menstruações.

Prevenção:

Sei que não podemos controlar 24hrs por dia uma pessoinha superativa, como uma criança, principalmente quando vão à escola, mas com essas dicas, vocês podem diminuir os riscos de uma contaminação de forma acidental.

Separe objetos de uso pessoal (como talheres, escova de dentes) e coloque etiquetas, assim seus filhos e os professores poderão identificar mais fácil o que é dele.

Ao chegar em casa, lave bem estes objetos

Tratamento do herpes labial:

Apesar de não ter vacina ou cura, seu tratamento visa diminuir os sinais e sintomas e é realizado com pomadas e comprimidos antivirais para herpes.

Doenças causadas pelo menos vírus:

Ceratoconjuntivite herpética: acomete a conjuntiva e a córnea. Pode levar a cegueira.

Herpes Simples Neonatal: ocorre quando a mamãe apresenta herpes genital e contamina o bebê no canal do parto (parto normal). É um quadro grave e pode ser fatal.

Panarício Herpético: atinge os dedos das mãos e pés.

Sobre Dra. Taila Billa

Dra. Taila Billa é dentista especialista em ortodontia com aperfeiçoamento em cirurgia bucal. Atende em consultório próprio na cidade de Taubaté - SP. Contato: (12) 3026-8789.

Veja também

Tabela do Sono do Bebê e Criança – 0 a 12 anos

Conheça a Tabela do Sono do Bebê e Crianças, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria. …

2 comentários

  1. jessica talita

    Eu tenho herpes quando passo por um stresse ou uma emoçao muito grande e sempre uso a pamada aciclovir herpes tem cura??

    • Boa tarde Jéssica,

      Infelizmente não existe cura, pois o vírus fica alojado no gânglio do nervo trigêmeo (quinto par de nervos cranianos) de forma latente, ou seja, sem causar os sintomas, mas pode se replicar quando o organismo está fragilizado.
      O que podemos fazer é utilizar pomadas e remédios como o aciclovir, que ajudam nos sintomas.

      Beijos,

      Dra. Taila Billa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.