Home / Colunistas / Dr. Marcelo Amaral Ruiz / Mitos em pediatria: leite de soja, chá para cólica, tablets, vacinas e mais

Mitos em pediatria: leite de soja, chá para cólica, tablets, vacinas e mais

Caros leitores do Almanaque, esse texto não tem um assunto específico, porém não deixa de ser importante, pois vem falar um pouco sobres alguns mitos que se criaram ao longo dos tempos envolvendo a saúde das crianças e que podem muitas vezes prejudicar ou agravar uma situação simples.

menina-03-700x466

O ANDADOR:

O andador é um dispositivo que foi extensamente usado nas décadas de 70, 80 e 90 e que até hoje, infelizmente, ainda faz parte da vida de muitas crianças. Em primeiro lugar, o andador não ajuda a criança a começar a andar mais cedo, pelo contrário, a criança pode se acostumar com ele e demorar mais para andar sozinha. Além disso, a criança assume a posição ereta antes que a musculatura esteja pronta e isso favorece problemas futuros de coluna. Por fim, muitos acidentes como quedas ocorrem devido ao andador. Por tudo isso a Sociedade Brasileira de Pediatria condena o uso do andador.

LEITE DE SOJA:

O leite de soja assim como sucos e outros produtos a base de soja já foram tidos como uma grande saída saudável para quem não queria ou não podia tomar leite de vaca. Atualmente tais produtos sofrem com o mito de que a soja tem hormônios que podem alterar a puberdade, ou estimular a obesidade. Isso não é verdade. O fato é que os produtos de soja podem ser úteis para quem tem intolerância à lactose ou para quem gosta da soja, mas não são tão saudáveis assim e também não contém ou atrapalham os hormônios.

GATORADE E ÁGUA DE COCO:

No consultório é muito comum os pais trazerem seus filhos para avaliação por causa de vômitos ou diarreia e dizerem que estão dando Gatorade ou água de coco porque “faz bem” nestes situações. Isso não é verdade. Gatorade e água de coco são muito concentrados e osmóticos, por isso irritam o estômago e o intestino que não está bom, assim pioram a diarreia. O correto é oferecer o soro caseiro ou as soluções prontas como reidrat. Essas fórmulas são desenvolvidas especificamente para casos de diarreia e vômitos.

TABLETS E OUTROS ELETRÔNICOS:

Apesar de ser bonitinho ver um bebê de dois anos mexendo no touch screen, o uso precoce de tablets ou de qualquer mídia eletrônica como smart phones, DVDs e TVs não faz com que as crianças aprendam a falar ou a ler antes, muito menos estimulam a inteligência. Pelo contrário, favorecem o sedentarismo e a obesidade, por isso a Associação Americana de Pediatria recomenda que crianças até dois anos não devem ter contato com nenhum tipo de mídia eletrônica e que depois desta idade, o tempo de lazer gasto com esses aparelhos não devem ultrapassar 2 horas por dia.

LEVAR A CRIANÇA COM FEBRE AO PEDIATRA:

Muitos pais percebem que seus filhos estão com febre em casa e os levam imediatamente ao pediatra ou ao pronto socorro para que eles possam ser avaliados durante a febre. Isso não é correto, a febre altera muitos parâmetros que são avaliados, por isso o melhor é que a criança seja avaliada sem febre. Portanto, se você notar febre em seu filho, dê o antitérmico em casa e leve ao pediatra, assim quando a criança chegar lá já vai estar sem febre e pronta para uma melhor avaliação.

CHÁ DE CAMOMILA PARA CÓLICAS:

As cólicas que acometem os bebês principalmente nos primeiros meses de vida e que são motivo de choros intensos e longos infelizmente não melhoram com chá de camomila ou com qualquer outro chá. Na verdade, pouca coisa melhora as cólicas. Os chá apresentam muita cafeína e podem atrapalhar a amamentação, portante não é bom oferecer chás aos bebês.

BACIAS DE ÁGUA E OUTROS UMIDIFICADORES:

Dentro de nossas casas nós tomamos banho, lavamos louça, lavamos roupa, lavamos as mãos, cozinhamos, escovamos os dentes, tudo isso faz com que o ar de dentro de nossas casa já seja mais úmido que o da rua e não há necessidade de umidificá-lo mais. Pelo contrário, o excesso de umidade favorece o crescimento de fungos e bolor, que podem causar doenças. Além disso, as bacias e baldes com água são um grande perigo e afogamento, mesmo que tenham uma pequena quantidade de água. Portanto o ar dentro de casa não precisa ser mais umidificado.

A VACINA DA GRIPE:

A vacina da gripe é muito boa e eficaz. Ela é constituída por vírus mortos e por fragmentos de vírus, por isso a vacina não causa gripe ou nenhuma outra doença. O que pode haver de problema é dor e vermelhidão no local da picada. Apesar da vacina ser boa, ela previne infecções por apenas 3 ou 4 tipos de vírus, sendo que existem milhares, por isso, mesmo tomando a vacina, você pode contrair gripe, mas com certeza não foi a vacina que provocou.

Bem pessoal, por enquanto é só, espero que esse texto tenha ajudado um pouco e no futuro escreveremos mais sobre mitos e curiosidades pediátricas.

Sobre Dr. Marcelo Amaral Ruiz

Endocrinologista Pediátrico. PhD em Saúde da criança e do Adolescente pela USP. CRM-SP: 113266 e Registro de Especialista no CRM-SP 238842. Atualmente trabalha em consultório próprio em São José dos Campos. Contato: (12) 3922-0331

Veja também

Como está a polêmica da Data de Corte no Estado do Pernambuco?

Meus leitores que aqui acompanham a minha coluna sabem que tenho acompanhado constantemente as Resoluções, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.