Home / Colunistas / Dra. Taila Billa / O que esperar na primeira consulta com o ortodontista?

O que esperar na primeira consulta com o ortodontista?

Foto: Reprodução www.miamicosmeticdentalcare.com

O que esperar na primeira consulta com o ortodontista?

A troca de dentes é um momento complicado para a criança, para os pais e também para o ortodontista.

Falo isso porque sou ortodontista e é extremamente difícil colocar aparelho numa boquinha que está caindo dente aqui, nascendo dente ali e para ajudar, criança gosta de aparelho até a hora que coloca, depois é um caos para conseguir um mínimo de cooperação e os pais tem que ficar atentos ao uso adequado do aparelho e também na hora da higiene.

Já imaginou como nós também sofremos?

Pois é, a criança chega toda feliz ao consultório para colocar o aparelho e não é o que acontece.

Primeiro conversamos com a criança e com os pais, realizamos o exame clínico para avaliar se a boca pode receber um aparelho naquele estado, ou se precisa de algum tratamento prévio, como uma limpeza, restauração ou extração.

Feito o exame clínico e constatado a necessidade da ortodontia, pede-se o exame ortodôntico: modelos de gesso que replicam a boca do paciente e uma pasta com fotos, radiografias, traçados e números complicados para quem vê tudo pela primeira vez, mas extremamente importantes para o planejamento do tratamento.

Se houver a necessidade de algum tratamento prévio, as próximas consultas serão para tratar os problemas relacionados à saúde bucal. Senão, segue a ortodontia.

Enfim, marca-se a consulta para o início do tratamento.

Se a criança estiver em na fase de troca de dentes, pode ser que use um aparelho móvel que atuará mais no crescimento facial do que nos dentes. É um aparelho chato, pois é difícil na hora de falar e dificilmente os pais notam resultado, mas é ele o responsável por livrar muitas crianças de uma futura extração para corrigir a maloclusão dentária (mordida errada). Outros aparelhos móveis atuam na posição dos dentes e aí sim os pais veem resultados, depende muito de cada caso.

Esses aparelhos móveis dependem de uma moldagem (que não é a da documentação) e a ajuda de um protético, que é quem confeccionará o aparelho, e por isso demora um tempinho para ficar pronto.

Em alguns casos podemos instalar aparelhos fixos (bráquetes) que estão na moda e é o queridinho da garotada.

Independentemente do tipo do aparelho, a higienização deverá ser redobrada, tanto dos dentes quanto do aparelho, e provavelmente as crianças vão reclamar de dor, aperto e até afta, que num primeiro momento pode ser normal, principalmente no caso do aparelho fixo.

Tudo isso pode ser contornado, pois o ortodontista orientará a criança e os pais como proceder com o uso do aparelho, como higienizar e o que esperar.

Você também vai gostar de ler:

Como saber se meu filho precisa usar aparelho?
Dente torto – Com que idade devo procurar um ortodontista?
Mau hálito? Saiba o que fazer
Erros comuns ao escovar os dentes

Sobre Dra. Taila Billa

Dra. Taila Billa é dentista especialista em ortodontia com aperfeiçoamento em cirurgia bucal. Atende em consultório próprio na cidade de Taubaté - SP. Contato: (12) 3026-8789.

Veja também

Meu filho tem medo de dentista, e agora?

Porque as crianças - muitas vezes também os adultos - tem medo de dentista e o que fazer para combater esse medo? A imagem do dentista associado à dor...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.