Home / Filhos / Recém-nascidos / Prisão de ventre em bebês, o que fazer?

Prisão de ventre em bebês, o que fazer?

A prisão de ventre em bebês está muitas vezes mais relacionada às consistências das fezes, do que com a frequência, já que cada bebê possui seu próprio ritmo e pode evacuar apenas 2 vezes por semana sem que isso signifique necessariamente que ele está com prisão de ventre.

É importante saber que os bebês fazem bastante força para fazer cocô, mesmo que a consistência deste esteja pastosa. Com o tempo você já consegue identificar que seu filho está recheando a fraldinha apenas olhando para as caretinhas que ele faz.

bebe-prisao-de-ventre-em-bebes

Quantas vezes por dia o bebê deve fazer cocô

Não existe um número mágico que sirva para todos os casos. Mas de uma forma geral é considerado normal o bebê fazer cocô apenas 1 ou 2 vezes por semana.

Bebês recém-nascidos e que mamam no peito, geralmente fazem cocô diversas vezes ao dia, enquanto bebês que se alimentam com fórmulas muitas vezes fazem cocô somente uma vez ao dia e suas fezes apresentam consistência um pouco mais firme.

Qual a consistência ideal das fezes do bebê?

As consistências das fezes variam, principalmente, de acordo com o alimento do bebê.

Nos primeiros dias de vida o bebê defeca o mecônio, que possui uma consistência mais pegajosa e sua cor é escura, quase como petróleo.

Bebês que se alimentam exclusivamente de leite materno, apresentam fezes mais pastosas e com alguns gruminhos que parecem sementinhas.

Bebês se alimentam com fórmulas tendem a apresentar fezes mais firmes.

  • Se o seu bebê estiver fazendo cocô com formato de bolinhas ou muito ressecado, é provável que esteja com prisão de ventre.

Quais os sinais de que o meu bebê está com prisão de ventre?

Alguns sinais podem indicar que o seu bebê está com prisão de ventre:

  • Cocô de bolinhas, em pedaços pequenos e ressecado;
  • Barriguinha dura e sensível;
  • Traços de sangue nas fezes já que o cocô ressecado pode machucar o ânus;
  • Irritabilidade acompanhada de gases e sensibilidade na barriguinha;
  • Escape de cocô aguado em pouca quantidade e mais de uma vez ao dia, já que somente as fezes líquidas conseguem passar pelo cocô ressecado.

Prisão de ventre em bebês, o que fazer?

Ao desconfiar que o seu bebê está com prisão de ventre, entre em contato com o pediatra para que ele possa auxiliar você com as melhores formas de ajudar o bebê.

Laxantes e supositórios só devem ser utilizados com prescrição médica. Converse com o pediatra antes de medicar o bebê, mesmo quando se trata de laxantes naturais.

Alguns métodos alternativos e que não trazem riscos para a saúde do seu bebê com prisão de ventre são:

O que fazer para aliviar a prisão de ventre – para todos os bebês

  • Movimento de bicicletinha com as perninhas do bebê;
  • Banho morno de imersão (banheira)
  • Massagem na barriguinha com suaves movimentos no sentido horário;
  • Pressionar por 4 segundos a barriguinha do bebê (o local correto fica a 3 dedos abaixo do umbigo);
  • Bebês que já engatinham devem passar mais tempo no chão, o exercício de engatinhar/andar ajuda no funcionamento do intestino.

O que fazer para aliviar a prisão de ventre – bebês acima de 6 meses

Se a dieta do seu bebê já inclui papinhas, as dicas abaixo também são para você.

  • Adicione ameixa preta batida ao suco do bebê ou na papinha de frutas;
  • Coloque uma ameixa preta dentro de meio copo de água durante 8 horas e, depois, dê essa água ao bebê;
  • Prefira, para as papinhas, frutas e verduras que ajudam a regular o intestino, como mamão, abacate e verduras.

Veja a lista de alimentos que soltam o intestino clicando aqui.

O que fazer para aliviar a prisão de ventre – bebês que se alimentam com fórmula

Se o seu bebê se alimenta com fórmula láctea, converse com o pediatra sobre outras opções de fórmulas – tipos ou marcas – para você testar.

Meu bebê está com prisão de ventre e nada resolveu, e agora?

Se o bebê está realmente desconfortável por conta da prisão de ventre, a medida mais segura é que você entre em contato com o pediatra. Ele poderá receitar laxante ou mesmo supositório de glicerina para casos mais graves.

Esses recursos não devem ser utilizados a qualquer momento porque é importante para o seu bebê que o organismo dele aprenda a trabalhar sem receber estímulos de medicamentos ou supositórios.

Você também vai gostar de ler:

Os sinais de que seu filho NÃO está mamando o suficiente
Quantas horas o bebê precisa dormir por dia. De 0 a 3 anos
Tomar friagem causa gripe ou resfriado?
Meu bebê transpira muito quando dorme é normal?

 

Sobre Almanaque dos pais

Conteúdo produzido pela equipe do Almanaque dos pais.

Veja também

Tabela do Sono do Bebê e Criança – 0 a 12 anos

Conheça a Tabela do Sono do Bebê e Crianças, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.