Home / Colunistas / Dra. Daniela Barbosa / CONAPAIS | Respostas da palestra Dra. Daniela Barbosa

CONAPAIS | Respostas da palestra Dra. Daniela Barbosa

CONAPAIS | Respostas da palestra Dra. Daniela Barbosa

A oportunidade de conversar um pouco com vocês no 1º CONAPAIS foi maravilhosa!

Proporcionando momentos de reflexão, identificamos pontos que poderão ser modificados, para a melhor estimulação da linguagem das nossas crianças.

Dra-Daniela-Barbosa-FB-1200x627-v2

As perguntas abaixo foram feitas no chat do curso e nos servirão de guia para mais um bate-papo.

“Meu primeiro filho tem 4 anos e meio e ainda tem certa dificuldade para pronunciar o “R”: consegue falar CARRO, AMARRAR, mas tem dificuldade para falar AMARELO, PIRUETA. Como ajudar?” M.P.

O processo de aquisição da linguagem oral ocorre de forma gradual e progressiva, sendo que esperamos sua finalização aos 5 anos e meio de idade.

No artigo Etapas do desenvolvimento da fala e da linguagem do bebê até 6 anos (clique aqui para ler o artigo) apresento os fonemas (sons correspondente às letras) que geralmente são adquiridos em cada semestre. O fonema /r/ presente em “arara” e “amarelo” é esperado surgir aos 3 anos de idade. Ele é produzido a partir da vibração da ponta da língua em contato com o começo do palato (popularmente conhecido como céu da boca).

Ao se ajustar a destreza da mobilidade da língua é possível melhorar a produção do fonema /r/ para isso, é possível brincar de imitar o telefone tocando (trrrrrr) ou estalar a ponta da língua imitando o barulho do “casco do cavalo”.

Vale lembrar que se a criança apresentar frênulo lingual curto (a famosa língua presa – clique aqui para saber mais), pode ter uma maior dificuldade na produção do som /r/, sendo necessária a avaliação fonoaudiológica.

“Daniela Barbosa, você tem alguma indicação de literatura para essa questão das brincadeiras / estimulações para cada idade? ou que aborde de maneira geral essa questão do desenvolvimento pra cada fase, para que, como você disse, possamos cuidar melhor de estimular adequadamente além do intuitivo?” M.P.

A brincadeira adequada à idade é fundamental, fazendo com que a criança se interesse pela atividade e você consiga utiliza-la não só para entretê-la, mas também estimular. No artigo “O brincar de cada dia”, coloco algumas sugestões de acordo com a faixa etária da criança. Vale conferir: clique aqui para ler

“Essa questão de articular a boca “mais exageradamente” para estimular a criança é importante já desde os primeiros meses, não?” M.P.

Somos o modelo de fala das crianças. Ao falarmos com eles, quando não abrimos muito a boca, eles podem não ter a nitidez se foi dito, por exemplo, “bola”, “mola” ou “pola”, pois os fonemas /p/, /b/ e /m/ são produzidos com o mesmo movimento de boca, variando apenas características sutis da voz. Quando falamos mais articuladamente, damos clareza ao que a criança está ouvindo (e aprendendo).

“Boa tarde, tenho um filho de 14 anos que há +/- 1 ano vem abrindo muito as vogais e falando como se tivesse saliva na boca, como devo agir de modo a ajuda-lo a melhorar? Temos corrigido continuamente.” C.D.O.

Alterações de fala que surgem após a fase de aquisição dos sons, como o descrito acima, deve ser avaliado pelo fonoaudiólogo para que seja compreendido o motivo que causou tal alteração. Questões relacionadas à respiração e oclusão dos dentes pode ser correlação com esta queixa. Muitas vezes só fazer a correção pode gerar um estresse na família, sem alcançar o resultado esperado.

 

Devemos lembrar sempre que mais  importante do que presentear a criança com um brinquedo é reservar um tempo para brincar com ela!

 

Um beijo,
Daniela Barbosa

 

Sobre Dra. Daniela Barbosa

Dra. Daniela Barbosa (CRFa. 15230-2) é fonoaudióloga, mestre em Ciências da Reabilitação e especialista em Motricidade Orofacial pela USP. Professora do Curso de Fonoaudiologia da Unopar. Faz parte da equipe de As Fissuradas, no Facebook, onde mantém um diálogo aberto com as mães. Atua em consultório particular e também em centro especializado em malformações craniofaciais.

Veja também

Tabela do Sono do Bebê e Criança – 0 a 12 anos

Conheça a Tabela do Sono do Bebê e Crianças, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.