Home / Colunistas / Dra. Genevieve Coelho / Relação da intolerância ao glúten e a gravidez

Relação da intolerância ao glúten e a gravidez

No Brasil estamos na frente de muitos países de primeiro mundo ao exigir constar nas embalagens se um alimento contém glúten. Esta proteína presente no trigo, centeio, aveia e no malte causa intolerância aos celíacos, uma condição que pode provocar sintomas variados, geralmente relacionados à digestão, abdominais e dermatite, mas pode também existir sem apresentar sintomas.

intolerancia-ao-glutem-e-gravidez

O tratamento indicado aos celíacos, (pessoas com intolerância ao glúten) é simples: deixar de consumir alimentos que contenham glúten. No entanto a restrição de dieta deve ser compensada com um acompanhamento nutricional adequado, pois a falta de certos nutrientes pode levar a outras consequências, como por exemplo uma maior dificuldade para engravidar.

Diversos estudos indicam que mulheres celíacas apresentam uma taxa de fertilidade mais baixa que a população em geral. Isso significa que as pessoas com intolerância ao glúten podem demorar mais para engravidar e que seu risco de infertilidade é superior comparado à população geral.

O que é intolerância ao glúten?

A origem da intolerância ao glúten é uma predisposição genética que provoca uma desordem sistêmica autoimune estimulada pela ingestão de glúten. Produtos que contém glúten são compostos por alguns desses cereais:

CEREAIS PROLAMIDAS
TRIGO GLIADINA
CENTEIO SECALINA
CEVADA HORDEÍNA
AVEIA AVENINA

Fonte: FENACELBRA

A doença celíaca afeta 1% da população, podendo atingir homens e mulheres. O tratamento é uma alimentação livre de glúten, que deve ser mantida para o resto da vida, fazendo com isso que os sintomas desapareçam.

Posso engravidar de tenho doença celíaca?

Mais que uma relação direta entre a doença celíaca e a infertilidade, a falta de nutrientes que supõe tratar a intolerância ao glúten pode gerar uma carência nutritiva que afeta a fertilidade, caso os pacientes não tenham um acompanhamento nutricional adequado.

Quando não identificada na mulher durante a infância, pode ocorrer que o conhecimento da intolerância ao glúten chegue através de outros estudos da infertilidade do casal que passou por aborto de repetição e nascimento de descendentes com baixo peso.

Homens celíacos também têm um maior risco de padecerem de transtornos reprodutivos como hipoandrogenismo, relacionado ao baixo nível de testosterona. Esta condição afeta a qualidade dos espermatozoides.

Apesar da intolerância ao glúten estar longe de ser uma causa de infertilidade, os portadores desta condição devem estar atentos para manter uma dieta equilibrada. Por outro lado, pessoas que apresentam os sintomas ou simplesmente desconhecem se são portadores, mas estão enfrentando dificuldades para engravidar, devem descartar o risco de serem afetados pela doença celíaca.

Você também vai gostar de ler:

Tireoide e gravidez: Qual é a relação?
Como a sua criação influencia a mãe ou o pai que você é hoje
Nidação: o que é nidação, quando ocorre e sintomas
O que é placenta de grau 0, grau 1, grau 2 e grau 3

Sobre Dra. Genevieve Coelho

Dra. Genevieve Coelho
Dra. Genevieve Coelho é ginecologista especialista em reprodução humana pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI), na Espanha, e especialista em vídeo cirurgia pelo Instituto São Rafael em Milão, Itália. Dirige o IVI Salvador desde sua fundação em 2009. www.ivi.net.br (71) 3014 9999

Veja também

Você conhece os estágios da doença periodontal?

A doença periodontal atinge os tecidos de suporte dental, podendo causar a perda dos dentes. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.