Home / Colunistas / Dra. Silvana Chedid / Reversão de Vasectomia e Ligadura de Trompas (ou Laqueadura)

Reversão de Vasectomia e Ligadura de Trompas (ou Laqueadura)

A vasectomia e a ligadura de trompas (ou laqueadura) são procedimentos para evitar a gravidez realizados quando a decisão de não ter filhos é definitiva. No entanto existem casos onde a vida muda e o desejo de ter filhos também. Nesta situação a reversão muitas vezes é possível, mas nem sempre, por isto é preciso aprofundar nesta resposta.  Vamos analisar cada caso:
vasectomia e ligadura de trompas

Vasectomia:

Na maioria das vezes a cirurgia para reversão da vasectomia é possível. Recentemente um estudo realizado na Argentina pelo Programa Nacional de Salud Sexual y Salud Responsable, revelou que até 85% dos homens que revertem a vasectomia com o objetivo de ter filhos conseguem realizar este desejo. Mas existem casos onde, apesar da reversão realizada, não se restabelece a fertilidade dos canais. Isso acontece porque ao longo dos anos o vasectomizado começa a produzir anticorpos antiespermatozoides, principalmente depois de 10 anos de vasectomia.

Antes de reverter a vasectomia é preciso avaliar as chances de recuperação. Se a reversão da vasectomia for impossível ou se após a reversão o casal continua sem conseguir a gravidez, a opção é realizar uma microinjeção intracitoplasmática de espermatozoide (ICSI). Uma técnica de reprodução humana utilizada durante a Fertilização in Vitro.

Os espermatozoides necessários para a técnica ICSI devem ser obtidos através de uma amostra de espermatozoides congelada antes da vasectomia, caso tenham realizado esta medida preventiva, ou através de espermatozoides adquiridos posteriormente por punção testicular.

Ligadura de trompas:

A reversão dependerá da porção da trompa em que a cirurgia foi feita e das técnicas utilizadas. Se a trompa foi cortada na sua porção ístmica (do meio), a reversão geralmente é possível. No entanto, se a cisão foi feita na porção terminal da trompa (fímbrias), a reversão em geral não é possível porque a trompa acaba ficando muito curta.

Caso não haja possibilidade de reversão, a opção para a mulher que fez laqueadura e quer engravidar novamente é a fertilização in vitro. (FIV)

Está claro que mesmo com grandes possibilidades de reversão, não é recomendável utilizar a vasectomia e a ligadura de trompas como métodos anticonceptivos temporários, pois estamos falando de métodos invasivos (pequenas cirurgias).

Como alternativa às cirurgias de reversão, as técnicas de reprodução humana assistida podem ter melhores taxas de êxito ou também ser uma opção mais viável se o tempo de recuperação da cirurgia possam comprometer as possibilidades de gravidez, por exemplo, dependendo da idade e reserva ovariana da mulher.  A melhor solução para cada caso deve ser avaliada individualmente, por isso aconselhamos consultar um especialista antes de tomar decisões.

Sobre Dra. Silvana Chedid

Dra. Silvana Chedid
Dra. Silvana Chedid (CRM 57672) é especialista em Reprodução Humana pelo Center for Reproductive Medicine da Universidade de Bruxelas (Bélgica). Por 15 anos dirigiu o CEPERH (Centro de Endoscopia Pélvica e Reprodução Humana do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo) e por 10 anos sua clínica própria, que foi incorporada ao grupo espanhol de medicina reprodutiva IVI em 2012. www.ivi.net.br

Veja também

Câimbra na gravidez: o que fazer e como evitar

Saiba o que pode causar câimbra na gravidez, o que fazer quando elas ocorrem e como evitar esse incômodo comum no 2º e 3º trimestre de gestação.

3 comentários

  1. Bom dia! Tenho 49 anos,há 19 anos atrás fiz a laqueada, gostaria de saber se tenho possibilidade de reverter,pois meu marido está insistindo em um filho,minha menstruação está normal.
    Qual o primeiro passo que devo tomar?
    Aguardo resposta.Deus abençoe

  2. manuela coelho

    bom dia,

    agradeco caso seja possivel que me esclarecam algumas duvidas.
    fiz uma ligadura de trompas á 12 anos a tras. desde 2013 já fiz duas inseminacoes in vitro que não deu certo.
    no mes 16.marco.2015 fiz estimulacao de ovario, mas nao pode continuar o processo porque tive uma pneumonia. veio o perido em 24.marco.2015. em 13.abril.2015 voltei a fazer a estimulacao do ovario (com a mesma injeccao). aguardei que o periodo chega-se ate dia 27.abril.2015 para começar o nosso processo, o facto é que até ao dia de hoje (05.maio.2015), ainda não veio o periodo, fiz analises para ver se estava gravida, acusou negativo.
    o que poderá ser?
    existe a possibilidade de engravidar nestas condicoes de forma natural?
    estou doente ou com algum problema hormonal. (devido ao tratamento e medicacao que fiz para a pneumonia)
    estou de facto gravida, mas é muito recente e é por isso que não acusa nada.
    eu sou menstruada desde os meus 11 anos de idade, tenho neste momento 39 anos de idade.sempre fui menstruada de 28 em 28 dias, sempre fui certa, mesmo apos o parto dos meus dois filhos mais velhos (16 e 11 anos) o periodo sempre veio apos parto 28 dias.
    aguardo resposta
    grata
    cps
    mc

    • Dra. Silvana Chedid

      Prezada Manuela, caso tenha realizado uma ligadura de trompas não é possível engravidar naturalmente, a não ser que seja realizada a reversão.
      Imagino que todo seu processo está sendo acompanhado de perto por seu especialista em reprodução assistida, verdade? Somente com os exames e acompanhamento médico é possível dar uma opinião sobre seu caso. De todas formas é correto preocupar-se primeiro de curar a pneumonia.

      Desejo muita sorte e que seu sonho se realize!
      estaremos esperando suas boas notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.