Home / Gestação e parto / Complicações / Gravidez nas trompas, o caso mais comum de gravidez ectópica

Gravidez nas trompas, o caso mais comum de gravidez ectópica

A gravidez nas trompas é o caso mais comum de gravidez ectópica. Este tipo de gravidez se caracteriza quando o embrião se fixa em um local fora do útero, que é onde ele deveria estar para se desenvolver normalmente. Esta é uma complicação da gravidez relativamente comum, pois atinge uma de cada 50 gestações.

gravidez nas trompas

Por que ocorre a gravidez ectópica?

98% dos casos de gravidez ectópica ocorrem nas trompas de Falópio devido a alguma obstrução que impediu a passagem do óvulo fecundado a seu destino final, que é o útero. As obstruções na trompa de falópio podem acontecer por diferentes causas. Vamos falar sobre as principais.

50% das causas de obstruções das trompas são provocadas por doença inflamatória pélvica. Por sua vez, a obstrução nas trompas pode causar infertilidade e principalmente salpingite (inflamação nas trompas). Os fatores de risco para a gravidez ectópica são:

– Endometriose – uma doença sem cura que afeta cerca de 6 milhões de brasileiras que se caracteriza pela presença do tecido endometrial (que reveste a parede interna do útero) fora de seu local de origem, podendo afetar com aderências e obstruções as trompas, outros pontos do aparelho reprodutor feminino e inclusive órgãos como bexiga e intestino, entre outros.

– Laqueadura de trompas

– Aderências devido à cicatrização de cirurgia pélvica anterior.

– Fumar – o risco de gravidez ectópica entre fumantes é superior quando comparado com as não fumantes.

– Abortos induzidos prévios.

– Clamídia (Doença sexualmente transmissível) que geralmente não produz sintomas e pode provocar doença inflamatória pélvica.

– Mulheres com idade superior a 40 anos

Quem teve gravidez nas trompas pode engravidar novamente?

Passar por uma gravidez ectópica aumenta o risco de repetição desta complicação, no entanto, a grande maioria das mulheres consegue ter filhos tendo passado por uma gravidez ectópica anteriormente.

Antes de engravidar novamente após ter sofrido uma gravidez nas trompas é preciso ter um acompanhamento médico que comprove a permeabilidade e saúde das trompas e restante do aparelho reprodutor para medir o eventual impacto na capacidade reprodutiva da mulher que a gravidez anterior pode ter provocado.

Sintomas da gravidez ectópica

É possível que a mulher não chegue a perceber que teve uma gravidez ectópica, pois às vezes o embrião é descartado pelo corpo antes mesmo de produzir sintomas. Em outros casos, a gravidez nas trompas termina com uma dor leve e hemorragia, no entanto, se a mulher ainda não tinha conhecimento que estava grávida, a dor e sangramento podem acabar sendo interpretados como alguma irregularidade pontual na menstruação.

Quando o embrião começa a desenvolver-se nas trompas ou em outro local fora do útero, a dor abdominal ou pélvica pode ser intensa, e outros sintomas como náuseas, indisposição e sangramentos podem ocorrer. Nestes casos é preciso dirigir-se a um hospital com urgência.

Sobre Dra. Genevieve Coelho

Dra. Genevieve Coelho
Dra. Genevieve Coelho é ginecologista especialista em reprodução humana pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI), na Espanha, e especialista em vídeo cirurgia pelo Instituto São Rafael em Milão, Itália. Dirige o IVI Salvador desde sua fundação em 2009. www.ivi.net.br (71) 3014 9999

Veja também

Insegurança, como você lida com ela?

Insegurança, como você lida com ela? É tempo de reconhecer e mudar Insegurança… Sentimento de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.