Home / Filhos / Educação e comportamento / Viagem de avião com bebês e crianças

Viagem de avião com bebês e crianças

Viajar com as crianças e bebês é uma delícia, porém ao optar por viagem de avião algumas dicas farão com que seu passeio seja mais tranquilo, sem choros ou imprevistos.

Na hora do check-in solicite os assentos da primeira fila

Planeje-se para chegar com antecedência ao aeroporto e solicite os assentos da primeira fila da aeronave que, além de mais espaçosos para levar crianças no colo, algumas aeronaves oferecem uma espécie de berço que é ficado ao parapeito da  primeira fila e acomoda crianças com até 11kg.

Cadeirinha para fixar na poltrona

Você poderá verificar com a companhia aérea as medidas da poltrona para você levar a cadeirinha (aquela usada no carro) para acomodar crianças de até 2 anos. Verifique se as medidas são adequadas e se ela é certificada para uso em aeronaves, depois solicite a liberação para a empresa aérea para evitar surpresas na hora do embarque. Neste caso você deverá comprar uma passagem para o bebê, pois ele ocupará uma poltrona ao invés de ficar no colo.

Escolha do horário do voo

Para viagens longas opte pelo horário noturno, assim a criança estará dormindo na maior parte do tempo e não se sentirá entediada ou assustada.
Para viagens mais curtas você poderá optar por horários em que a criança geralmente cochila.

Mantenha a criança acordada antes do voo

Para uma viagem mais tranquila, tente manter a criança acordada até a hora do embarque, assim ela estará mais sonolenta e poderá dormir durante o voo. Dormir é a melhor situação, pois o avião não apresenta espaço ou entretenimentos suficientes para a criança se distrair por muito tempo.

Voos com ou sem escalas e conexões

As escalas e conexões podem se tornar um problema quando a criança acorda e não está tão disposta a aguardar ou entrar em outro avião, mas nem sempre é assim, para realizar conexões a criança também terá a oportunidade de andar um pouco e se distrair com comidinhas e pequenas caminhadas pelo aeroporto.
Para voos longos e noturnos, os que não possuem escalas ou conexões são os mais indicados.

Leve brinquedos e jogos para o voo

Mesmo que o voo seja noturno é melhor garantir e levar algumas distrações para as crianças, afinal não é nada agradável viajar com seus filhos chorando ou gritando e atrapalhando os demais passageiros.
Quando aos brinquedos e jogos, não leve nada sonoro. Para algumas crianças um caderno e lápis podem fazer milagres, afinal os papais poderão se dedicar 100% nesta brincadeira de desenhar, adivinhar, escrever e pintar junto com os filhos.
Os jogos eletrônicos garantem a diversão das crianças mais crescidinhas, porém fiquem atentos para que o volume não atrapalhe os demais passageiros.

Hora da troca de fralda

Por mais tentador que seja trocar a fralda ali mesmo nas poltronas, não faça isso. Além de não ser higiênico, confortável e seguro para a criança os demais passageiros poderão ficar incomodados. Nos banheiros das aeronaves existem trocadores, água e papel toalha. Se precisar de ajuda peça para o comissário de bordo ajudar a armar o trocador.

Alimentação

Verifique com a companhia aérea se é permitido levar alimentos líquidos a bordo, pois em alguns voos internacionais não é permitido. Nestes casos verifique se eles oferecem recursos para esquentar água e opte pelo leite em pó.
As comidinhas das crianças são liberadas, mas é sempre indicado conversar com a companhia aérea antes de selecionar os alimentos para evitar imprevistos.

Amamente ou ofereça mamadeira após a decolagem

Foto: Marja Flick Buijs
Foto: Marja Flick Buijs

Para aliviar o desconforto da pressurização que ocorre durante a subida do avião, ofereça ao bebê a mamadeira ou o amamente. Desta forma o desconforto causado pela pressurização, que pode até causar dor no ouvido do bebê, será aliviado por conta da sucção que movimenta as vias respiratórias.
Geralmente a decolagem causa ainda mais desconforto, então vale a pena levar uma segunda mamadeira para garantir o conforto da criança, especialmente se ela acordar nesse período ou já estiver acordada.

Carrinho de bebê

Você não precisa levar o carrinho do bebê de casa e poderá solicitar um carrinho à companhia aérea para uso no aeroporto e para ficar com você durante todo o período que antecede o embarque.
Ainda no check-in você poderá solicitar que um carrinho esteja a sua disposição na hora do desembarque.

Sobre Almanaque dos pais

Conteúdo produzido pela equipe do Almanaque dos pais.

Veja também

Direitos do aluno com Síndrome de Down

Aluno com Síndrome de Down tem direito a atendimento educacional especializado e professor auxiliar, em sala de aula comum, dentro de um sistema regular de ensino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.