Home / Colunistas / Dra. Silvana Chedid / Progesterona, hormônio essencial para a gravidez

Progesterona, hormônio essencial para a gravidez

Muitas mulheres sabem o quanto os hormônios relacionados com o sistema reprodutivo da mulher, essenciais para o funcionamento adequado do ciclo menstrual, influenciam no humor. Mas o que muitas ainda desconhecem são seus efeitos durante a gestação. Por isso hoje vou apresentar como funciona a progesterona, hormônio essencial para a gravidez.

progesterona hormonio essencial para a gravidez

O que é a progesterona?

Os hormônios são substâncias químicas produzidas pelo corpo com uma fundamental função reguladora de vários órgãos, inclusive do sistema reprodutivo. Por isso, a produção de hormônios está intimamente ligada à fertilidade, em especial a Progesterona, uma das protagonistas junto com o estrogênio para a saúde da mulher e sua função reprodutiva.

A progesterona é produzida nos ovários, pelas glândulas supra-renais, e, durante a gravidez, na placenta. Os produtos lácteos são fontes adicionais de progesterona. Apesar de ser um hormônio tipicamente feminino, também é produzido pelos homens em quantidade reduzida.

Aliada ao estrogênio a progesterona tem um papel fundamental para a fertilidade feminina. Enquanto o estrogênio participa mais ativamente na primeira fase do ciclo menstrual até a possível fecundação do óvulo, a progesterona atua mais na segunda fase, para garantir que o embrião se transforme em feto e se desenvolva até o nascimento.

A produção de progesterona reduz com o aumento da idade da mulher a partir dos 35 anos, assim como nesta idade a fertilidade começa a diminuir por outros fatores paralelos como o envelhecimento dos óvulos e diminuição de reserva ovariana (quantidade de óvulos que a mulher armazena ao longo da vida).

A progesterona e a gravidez

As mudanças que ocorrem no endométrio (revestimento uterino) para que o embrião seja implantado no útero materno dependem da progesterona.

A implantação do embrião é o momento em que o mesmo se instala no útero e cria as conexões necessárias para crescer e desenvolver-se adequadamente; esse processo também é conhecido pelo nome de nidação.

Em tratamentos de reprodução humana, quando o nível de progesterona aumenta antes do momento programado para realizar a transferência do embrião, as chances de gravidez diminuem.

Além de ser fundamental para a implantação do embrião, o papel da progesterona continua sendo importante durante a evolução da gestação. Ela inibe a lactação durante a gravidez, enquanto sua diminuição após o parto é um dos impulsos para a produção do leite materno. Acredita-se que essa diminuição inclusive facilita o trabalho de parto.

Para o feto a progesterona também é importante, pois ele metaboliza a progesterona placentária para a produção de esteroides supra-renais, essenciais para sua formação.

Você também vai gostar de ler:

A Melhor a Idade para Engravidar
Quanto tempo dura a nidação?
Será que é nidação ou menstruação? Em vídeo
O que se entende por parto humanizado?


Conteúdo publicado originalmente em 03 de março de 2017 e atualizado em 25 de agosto de 2017

Sobre Dra. Silvana Chedid

Dra. Silvana Chedid
Dra. Silvana Chedid (CRM 57672) é especialista em Reprodução Humana pelo Center for Reproductive Medicine da Universidade de Bruxelas (Bélgica). Por 15 anos dirigiu o CEPERH (Centro de Endoscopia Pélvica e Reprodução Humana do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo) e por 10 anos sua clínica própria, que foi incorporada ao grupo espanhol de medicina reprodutiva IVI em 2012. www.ivi.net.br

Veja também

Hidrossalpinge | O que é, tratamento e se posso engravidar

Posso engravidar se tenho hidrossalpinge? A hidrossalpinge é uma condição que afeta as Trompas de …

2 comentários

  1. Dra. Silvana Chedid

    Prezada Mariana,

    É provável que a gravidez tenha ocorrido após a 2ª relação desprotegida no dia 23/5 mas não podemos ter certeza.
    Apenas um teste de DNA poderá esclarecer com certeza quem é o pai da criança.

    Atenciosamente,

  2. Dra. Silvana,

    Boa tarde

    Preciso urgente de uma ajuda para tentar esclarecer uma dúvida. Minha última menstruação foi dia 02/05. Tive uma relação desprotegida dia 20/05 e duas horas depois tomei a pílula do dia seguinte. Dia 23/05 tive uma relação de coito interrompido com outra pessoa e não usei a pílula dessa vez. Descobri hoje por ultrassom que estou com 6 semanas e 5 dias de gestação. Tem como saber de qual relação a maior probabilidade de ter engravidado? A pílula falhou? Ou tive uma ovulação tardia depois? Usei o Nuvaring por 8 anos direto e tirei no mês de março desse ano. Meus ciclos costumavam ser regulares.
    Preciso muito de uma ajuda.
    Mais uma vez agradeço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.