Home / Colunistas / Dra. Claudia Hakim / Diferença entre superdotação, altas habilidades e inteligência superior

Diferença entre superdotação, altas habilidades e inteligência superior

Qual é a diferença entre superdotação, altas habilidades e inteligência superior?

O conceito de superdotação e a sua definição é muito polêmico e complexo. Alguns teóricos que seguem a linha da psicometria (que é a área da Psicologia que estuda a mensuração da inteligência) consideram como superdotados somente as pessoas que apresentam QI total avaliado no teste WISC e agora no SON R e o Wais, escala de inteligência para adultos,  acima de 130. Psicólogos da área da psicometria, seguindo os passos de Lewis Terman, em 1916, associavam superdotação a Q.I’s elevados. Até hoje, a superdotação e Q.I elevado continuam, por muitos teóricos e profissionais, a ser sinônimo.

menina-superdotada

Os alunos que apresentam QI acima de 130 nos testes psicológicos (de inteligência) acima mencionados são os candidatos à aceleração de série, quando apresentam interesse acadêmico, facilidade de aprendizagem e maturidade para tanto. Note que não basta ter um QI acima de 130 para ser acelerado.

Diferentes Teorias surgiram para explicar o conceito de superdotação : Teoria Triárquica da Inteligência (STERNBERG, 2000), Modelo Diferenciado de Superdotação e Talento (GAGNÉ, 2000), àTeoria das Inteligências Múltiplas(GARDNER, 1983), a Teoria dos Três Anéis(RENZULLI, 1986).

Teóricos como Renzulli, (1986) e Garner (1.983) consideram como superdotados aqueles que apresentam uma habilidade acima da média em quaisquer uma das áreas do saber ou do conhecimento, com envolvimento com a tarefa e criatividade. O maior defensor desta teoria é o Renzulli (1.983).

Definição de Renzulli (1986), “Teoria dos três anéis”:  Superdotação é o resultado da interação entre três fatores (três anéis):habilidade acima da média + motivação (alto nível de produtividade ) + criatividade. 

Para Renzulli (1.986) existem 2 tipos de superdotação : A ACADÊMICA E A PRODUTIVO/CRIATIVA

SUPERDOTADO ACADÊMICO(Renzulli&Reis, 1997) :  Notável desempenho acadêmico, aprende rapidamente. Mais facilmente identificado nos testes de QI. Indivíduos tradicionalmente selecionados para participar de programas especiais.

SUPERDOTAÇÃO PRODUTIVA-CRIATIVA : implica o desenvolvimento de materiais e produtos originais. Não necessariamente tem um QI superior. Pensa por analogias.

Segundo a Cartilha elaborada e organizado pela Secretaria da Educação de São Paulo, “Um olhar para as altas habilidades” :  “Superdotado é o indivíduo que demonstra desempenho superior ao de seus pares em uma ou mais das seguintes áreas : habilidade acadêmica, motora ou artística, criatividade, liderança”.

O Conselho Mundial de Superdotação incorporou o conceito de superdotação de Renzulli e também o de Howard Garnder sobre as múltiplas inteligências, para definição do superdotado. E nossa legislação também seguiu este conceito, ao considerar como superdotado aquele que : (…) III – Alunos com altas habilidades/superdotação : aqueles que apresentam um potencial elevado e grande envolvimento com as áreas do conhecimento humano, isoladas ou combinadas: intelectual, liderança, psicomotora, artes e criatividade. (Res. 4/2009 do CNE).

Já o Parecer 17/2001 do CNE vai ainda mais longe, ao definir não somente quem é o aluno superdotado acadêmico e como ele deve ser atendido, em sala de aula, vejamos : “ (…) 2.3. altas habilidades/superdotação, grande facilidade de aprendizagem que os leve a dominar rapidamente os conceitos, os procedimentos e as atitudes e que, por terem condições de aprofundar e enriquecer esses conteúdos, devem receber desafios suplementares em classe comum, em sala de recursos ou em outros espaços definidos pelos sistemas de ensino, inclusive para concluir, em menor tempo, a série ou etapa escolar.

Como se vê, tanto o Conselho Mundial de Superdotação quanto o MEC adotaram a teoria e conceito de  Renzulli, na medida em que considera como público alvo do atendimento educacional especializado não somente os superdotados acadêmicos, mas também aqueles que apresentam altas habilidades nas seguintes áreas : intelectual, liderança, psicomotora (esporte), artes (visuais ou dramáticas) e criatividade.

Da maneira como nossa legislação adotou o termo, para se referir a este público alvo da educação especial, como sendo alunos com altas habilidades/superdotação, podemos até considerar que estas duas características : superdotação e altas habilidades sejam sinônimos, mas não são. Muitas pessoas apresentam altas habilidades em determinada área, mas não necessariamente têm um QI acima de 130 (psicometria) ou não necessariamente são criativos, mas, mesmo assim, têm direito ao atendimento educacional especializado, se for comprovada ou caracterizada suas altas habilidades. Este atendimento se dará, em sala de aula regular, mediante enriquecimento curricular ou aceleração de série (para os alunos com superdotação acadêmica e aqui implica em ou excelente desempenho verificado pela escola através de provas e avaliações ou mediante laudo que ateste o QI acima de 130 e excelente desempenho acadêmico e maturidade para ser acelerado de série), ou então, em salas de recursos ou NAAH´s, nos locais em que estes existirem (aonde os alunos com altas habilidades em artes, música, esportes poderão ser atendidos, cada um em sua especificidade e forma).

Muitas pessoas com autismo ou também aqueles que somente apresentam altas habilidades numa determinada área, e não necessariamente possuem um QI acima de 130, poderão ser atendidos no ensino regular ou em salas de recursos ou nos Naah´s nas áreas  em que concentram as suas altas habilidades, por exemplo : um aluno que tenha muita facilidade em história ou na matemática. Nem sempre o aluno com altas habilidades apresenta um QI acima de 130, mas pode demonstrar altas habilidades numa determinada área e repito ; isto é muito comum dentre as pessoas que apresentam o transtorno do espectro do autismo e que possuemhiperfoco em determina área de seu interesse (específico e restrito). Estes alunos também merecem atendimento educacional especializado, mesmo não sendo superdotados, na visão da psicometria.

Por fim, inteligência superior é diferente de inteligência muito superior(superdotação). As tabelas de interpretação e classificação de escores dos testes de inteligência do tipo WISC ou SON R para crianças e o Wais, escala de inteligência para adultos,  consideram comointeligência superior as pessoas que apresentam um QI entre 121 a 129 (pela classificação de escores propostas por  Wechsler – Sattler, 1992) ou com altas habilidades, as pessoas que pontuem comoQI total entre 121 a 130  (pela  classificação de escores proposta por Struiksma & Geelhoed, 1996). Já, as pessoas que atingem um QI total no teste WISC ou SON R acima de 130 são consideradas como portadoras de uma inteligência muito superior, e, portanto, superdotadas, na visão da psicometria.

Portanto, inteligência superior (que se situa entre 120 a 129 – aonde encontramos como resultado “altas habilidades”)  é diferente de inteligência muito superior(que se situa acima de 130 pontos no QI geral).

Como vocês puderam perceber, este assunto sobre altas habilidades / superdotação / inteligência superior é bem complexo e polêmico. E você… qual é a sua interpretação e definição de superdotação diante disso tudo ?

Sobre Claudia Hakim

Advogada Especializada em Direito de Educação e Especialista em Neurociência e Psicologia Aplicada Autora do Blog e grupo no Facebook voltado para a Educação de Crianças Superdotadas : “Mãe de Crianças Superdotadas : www.maedecriancassuperdotadas.blogspot.com Membro Fundadora do Instituto Brasileiro de Superdotação e Alterações do Neurodesenvolvimento (IBSDND) Contato : claudiahakim@uol.com.br/ Fone : (11) 35113853

Veja também

Direitos Educacionais dos alunos com QI abaixo de 90 | Deficiência Intelectual Leve

Direitos Educacionais dos alunos com QI abaixo de 90 – deficiência intelectual leve. Direito ao …

11 comentários

  1. Crianças e adolescentes superdotados necessitam que sejam trabalhados neles mais habilidades e aptidões que não, somente o QI. Gostaria também de salientar a importância de descobrir mais qualidades (dotes) acima do normal nas crianças e adolescentes, já que é um momento muito importante em seu periodo de crescimento e desenvolvimento…sendo o período ideal de explorar esses dotes. Meu nome é Paulo Lopes, sou fisiologista desportivo e atuo em uma área que também descobre dons incríveis no ser humano….minha área e o esporte competitivo. Estudei por 8 anos na Russia e aprendi a realizar e trabalhar com um exame que detecta o potencial genético para descobrir atletas fora do cimum….chama-se DERMATOGLIFIA – um exame que se realiza a partir da leitura das linhas e desenhos das impressões digitais de todos os dedos das mãos…….além de ajudar a descobrir o potencial atletico, também pode ajudar em programas de exercícios para melhoria da qualidade de vida. Caso você queira conhecer mais sobre este FANTÁSTICO exame, ou realizar em você ou seu filho, entre em contato conosco pelo whatsapp: +55 15 996738143…….veja também nosso site: http://www.dermatosport.webnode.com

  2. Cláudia sempre esclarecendo e ajudando em nossas dúvidas. Obrigada sempre pelo carinho conosco. Bjos.

  3. Curto e adoro o seu trabalho Cláudia . Sempre esclarecendo e tirando nossas dúvidas. Bjos

  4. Andréia Costa

    Gostei muito do esclarecimento sobre os temas. Sou psicóloga e trabalho com inclusão e educação especial. Uma das dúvidas mais frequentes é justamente o que é superdotação, como e onde avaliar. Os superdotados são beneficiados pela lei da inclusão, porém, é muito comum entre professores do ensino fundamental, não ter informações sobre, e a maioria diz nunca ter tido contato com algum.

    • Obrigada, Andreia,

      Aproveite e venha visitar o meu blog: http://www.maedecriancassuperdotadas.blogspot.com e meus grupos do Facebook: Mãe de Crianças Superdotadas e ASPERGER e Superdotação!

      Segundo a Organização Mundial de Saúde, os superdotados representam de 3,5 a 5%da população! Este número sobe para 20% se forem consideradas as altas habilidades nas artes, na dança, na música, esportes, líderes e criatividade, segundo a teoria das múltiplas inteligências de Gardner. Mas, a superdtoacao academia, assim definida por Renzulli , que é que as pessoas mais asociam pode ser constatada pela aplicação dos testes de inteligência do tipo Wisc IV , a partir dos 6 anos , SON R, dos dois anos e meio aos sete anos, dentre outros testes que deverao ser aplicados, de acordo com as características e queixas do paciente !

  5. Ligianne Oliveira

    Muito esclarecedor esse texto. Minha filha já foi identificada como superdotada, com QI 150. Mas aqui em meu estado não há atendimento especializado e gratuito pra ela. Por isso tive a ideia de criar uma ONG que apoie e oriente superdotados e suas famílias. Então estou sempre buscando informações sobre o assunto. Quero aprender a lidar melhor com isso e orientar outras pessoas também. Parabéns pelo texto!

    • Obrigada, Ligianne, venha participar do meu grupo de Facebook, mãe de crianças superdotadas, que devem ter mais país de sue estado para lhe ajudar a criar a ONG. Parabéns pela iniciativa!

  6. Obrigada, Luciléia,

    Venha participar do meu grupo no Facebook, chamado Mãe de Crianças Superdotadas , que é fechado e privado e compartilhar experiências de como educar uma criança com altas habilidades / superdotação.

  7. Luciléa do Carmo Jorge

    Fiquei muito feliz com todos os esclarecimentos que tive ano passado através do site de vocês. Consegui matricular meu filho com seis anos no segundo ano e não me arrependi, as notas dele foram altas e ele está adorando o segundo ano, porém ele ainda sente falta de mais conhecimento. Diz que quer aprender coisas que a professora ainda não passou e como termina as atividades antes das outras crianças, a professora coloca ele para ser o ajudante dela e ele ensina as outras crianças. Um grande beijo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.