Home / Gestação e parto / Complicações / Quanto tempo após aborto posso engravidar novamente?

Quanto tempo após aborto posso engravidar novamente?

Quanto tempo após aborto posso engravidar novamente?

A resposta sobre quanto tempo após um aborto é suficiente para tentar uma nova gravidez é bastante relativa. Irá depender de vários fatores:

quanto tempo após aborto posso engravidar novamente

– Condições que aconteceu o aborto

Não é a mesma coisa sofrer uma perda gestacional após uma gravidez ectópica que uma perda espontânea que foi expelida naturalmente e sem dor. Também não é a mesma coisa um abortamento que acontece nas primeiras semanas que um que ocorre em um estágio mais avançado da gestação. É preciso ponderar todos estes fatores com a ajuda do médico que estava acompanhando a gravidez.

– Número de abortos anteriores

Hoje em dia, onde existe mais recursos tecnológicos e, esta tecnologia é mais acessível para identificar as causas do abortamento espontâneo, não é preciso esperar mais de duas perdas gestacionais para identificar a causa do aborto. Apesar de que é verdade que é relativamente comum sofrer um aborto dentro do primeiro trimestre de gravidez, dois abortos já levantam suspeitas que devem ser investigadas, pois estamos falando de uma perda muito dolorosa na vida de uma pessoa, que talvez possa ser evitada com ajuda médica.

Portanto, se estamos falando de um segundo aborto, mesmo que você esteja bem, é importante procurar causas e tomar medidas para que quando tente engravidar novamente, você esteja evitando o risco de repetição.

– Impacto do da perda gestacional

Estar fisicamente preparada para engravidar novamente é diferente de estar psicologicamente preparada. Quem sofreu uma primeira perda terá mais medos e receios em uma segunda gestação. Também é importante dar o tempo para superar a dor do aborto sofrido.

 

Como viram, não é simples definir o tempo mínimo para tentar uma nova gravidez após um aborto. Para tomar esta decisão você precisará não apenas do apoio médico para avaliar as condições de saúde do seu aparelho reprodutor e a possível causa da perda, mas também precisará junto com seu parceiro superar a dor emocional que um abortamento causa na família.

Antes de partir para uma nova tentativa, é importante ter vivido o luto, ter realizado exames para identificar a possível causa e fazer o tratamento pertinente para evitar a repetição. Principalmente quando não se trata da primeira perda, é essencial não fazer tentativas antes de um estudo minucioso, de preferência incluindo a análise genética dos restos abortivos (POC) e cariótipo do casal.

Em alguns casos, quando há indícios, também é possível que o seu médico recomende um estudo de trombofilias e imunológicos. Nos casos de repetição, um especialista em reprodução humana pode ser o médico mais indicado, pois esta especialidade mais que realizar tratamentos de fertilidade, está altamente capitada para identificar causas mais complexas que podem levar ao bloqueio do desenvolvimento do embrião.

Você também vai gostar de ler:

Aborto de repetição
É verdade que problemas na tireoide causa aborto?
Aborto afeta a fertilidade?
Para que servem os hormônios do tratamento de fertilidade

Sobre Dra. Genevieve Coelho

Dra. Genevieve Coelho
Dra. Genevieve Coelho é ginecologista especialista em reprodução humana pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI), na Espanha, e especialista em vídeo cirurgia pelo Instituto São Rafael em Milão, Itália. Dirige o IVI Salvador desde sua fundação em 2009. www.ivi.net.br (71) 3014 9999

Veja também

Para que serve o Teste de Compatibilidade Genética?

Talvez você tenha ouvido falar que o Ministério da Saúde tenha declarado suas intenções de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.