Home / Gestação e parto / Complicações / O que é gravidez anembrionária

O que é gravidez anembrionária

A gravidez anembrionária, também chamada de gravidez anembrionada, acontece quando o óvulo é fecundado e a nidação acontece – implantação do óvulo fecundado na parede do útero -, porém o embrião não se desenvolve.

Foto: Reprodução American Pregnancy Association
Foto: Reprodução American Pregnancy Association

Como diagnosticar uma gravidez anembrionária

O diagnóstico da gravidez anembrionária acontece através do ultrassom transvaginal que é realizado no primeiro trimestre, geralmente por volta da 7ª semana de gestação, em que é avaliado o saco gestacional.

Como a partir da 5ª semana já é possível visualizar o embrião dentro do saco gestacional, quando o saco gestacional está vazio é sinal que gravidez anembrionária.

Quais os sintomas da gravidez anembrionária?

Geralmente a gravidez anembrionária não apresenta qualquer sintoma como sangramento, por exemplo, e a mulher pode continuar com todos os sintomas normais de gravidez.

Em alguns casos os níveis hormonais começam a diminuir e os sintomas de gravidez também começam a desaparecer, como enjoo, sensibilidade nos seios ou sonolência.

Como descobrir se minha gravidez é anembrionária

Durante o exame de ultrassonografia o médico avalia algumas características do saco gestacional. Se o saco gestacional possui mais do que 25mm e não houver sinal do embrião dentro dele, provavelmente o diagnóstico será de gravidez anembrionária, também chamada de ovo cego.

Se o saco gestacional tiver medida inferior a 25mm, é possível que sua gravidez seja mais recente do que você imaginava (ovulação tardia) e você deverá repetir o ultrassom, geralmente 1 ou 2 semanas, para tirar a dúvida.

Minha gravidez é embrionária, e agora?

Em muitos casos o corpo da mulher leva um tempo para identificar que o saco gestacional está vazio e os níveis hormonais diminuem de forma lenta podendo demorar semanas para que o aborto espontâneo se inicie. Neste caso o médico poderá pedir para você aguardar alguns dias e, caso não inicie o aborto espontâneo, você pode precisar de algum procedimento cirúrgico como curetagem ou aspiração uterina.

Se você já apresentou sangramento, vale a pena aguardar alguns dias para que o aborto espontâneo aconteça. Caso demore a acontecer, a curetagem ou aspiração uterina será necessária.

Após o aborto espontâneo ou procedimento cirúrgico, em algumas semanas você voltará a menstruar normalmente e, conforme orientações do seu ginecologista, estará liberada para engravidar novamente.

Um dado positivo é que a maioria das mulheres que passam por uma gravidez anembrionária conseguem uma gravidez normal na segunda vez.

Tive gravidez anembrionária, sou infértil ou posso ter filhos?

A maioria das mulheres que passam por uma gravidez anembrionária conseguem uma gravidez normal no futuro.

Porém se você tem mais de 35 anos ou é tentante a mais de 1 ano, a dica é procurar por um médico especialista em fertilidade humana para que você e seu parceiro sejam examinados e aumentem suas chances de engravidar.

Você também vai gostar de ler:

Dicas para engravidar mais rápido – em vídeo
Engravidar de gêmeos: Quais as chances de gravidez gemelar?
Aborto afeta a fertilidade?
Engravido somente no dia da ovulação?

Sobre Almanaque dos pais

Conteúdo produzido pela equipe do Almanaque dos pais.

Veja também

Gravidez nas trompas, o caso mais comum de gravidez ectópica

A gravidez nas trompas é o caso mais comum de gravidez ectópica. Este tipo de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.