Home / Colunistas / Dra. Claudia Hakim / Qual a melhor idade para fazer alguma avaliação e saber se a criança é superdotada?

Qual a melhor idade para fazer alguma avaliação e saber se a criança é superdotada?

A idade que lhe permite a utilização de testes mais confiáveis de inteligência é a partir de 5 anos. Porém, se antes disso o acriança estiver apresentando queixas, tais como : comportamentos agitados, hiperativos, muita dificuldade em lidar com a frustração, a ponto de fazer muitas birras, dificuldade em se relacionar com pessoas estranhas, em fazer e manter amizades, não querer brincar de brincadeiras convencionais, gostar de empilhar ou enfileirar os brinquedos, manias, comportamentos repetitivos e estereotipados,  estas queixas podem ser averiguadas através de avaliação neuropsicológica, principalmente se estas queixas estiverem relacionadas ao desenvolvimento ou ao comportamento da criança. Também nestes casos, os pais devem procurar um neuropediatra ou psiquiatra que conheça bem os distúrbios do desenvolvimento, TDAH ou os TEA (Transtornos do Espectro do Autismo). É importante que os pais saibam que, em se tratando de algum transtorno do desenvolvimento, quanto antes for iniciado o tratamento, melhor será a resposta e o desenvolvimento da criança. Neste caso, quanto antes identificada a origem da queixa melhor.

professora-e-aluna

Os testes de inteligência mais confiáveis que são o WISC do tipo IV, que é recomendável que seja aplicado, a partir de 6 anos, e o Raven, aplicado a partir dos 4 anos, e que permitem uma verificação mais próxima do real potencial cognitivo da criança. Antes disso, não dá para se falar em superdotação, porque o Brasil não possui testes validados de inteligência para crianças menores de 4 anos (o Raven) ou 6 anos (WISC), mas pode-se pensar em precocidade e a criança deve ser atendida em sua precocidade.

Mas, por vezes, o que os pais acreditam ser superdotação pode ser outra condição gerando determinado comportamento, por isso, se houver alguma queixa, a criança deverá ser avaliada por um neuropsicólogo, através da realização de testes neuropsicológicos e acompanhada por um neuropediatra ou psiquiatra infantil que tenham afinidade com distúrbios do desenvolvimento.

O INSTITUTO BRASILEIRO DE SUPERDOTAÇÃO E ALTERAÇÕES DO NEURODESENVOVLIMENTO (IBSDND) é uma organização não-governamental, especializada na realização de diagnóstico, orientação e acompanhamento de pessoas com indicativos de superdotação e/ou alterações do neurodesenvolvimento nos âmbitos pessoal, familiar e educacional. Localiza-se em São Paulo, Capital,  e oferece o acompanhamento dos indivíduos com indicativos de superdotação e/ou alterações do neurodesenvolvimento, disponibilizando atendimento a diversas necessidades, através de rede interdisciplinar de profissionais, promovendo ações terapêuticas e orientações, buscando favorecer que o potencial destas pessoas se realize de forma mais plena e eficaz. Caso você possa passar seu filho ou parente por avaliação com a equipe do IBSDND, entre em contato conosco.

Contatos: https://www.sites.google.com/site/institutosdnd/

E-mail: institutosdnd@gmail.com

Sobre Claudia Hakim

Advogada Especializada em Direito de Educação e Especialista em Neurociência e Psicologia Aplicada Autora do Blog e grupo no Facebook voltado para a Educação de Crianças Superdotadas : “Mãe de Crianças Superdotadas : www.maedecriancassuperdotadas.blogspot.com Membro Fundadora do Instituto Brasileiro de Superdotação e Alterações do Neurodesenvolvimento (IBSDND) Contato : claudiahakim@uol.com.br/ Fone : (11) 35113853

Veja também

Tabela do Sono do Bebê e Criança – 0 a 12 anos

Conheça a Tabela do Sono do Bebê e Crianças, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione a opção desejada para ser notificado sempre que um novo comentário for publicado ou quando houver uma resposta para seu comentário.